m
Lia
Maurer
Brasil
vivendo em Paulínia . SP
22 anos . artista

Meu nome é Julia Maurer Morelli, mas desde o ano passado adotei como nome artístico Lia Maurer. Estudo Artes Visuais na PUC-Campinas e junto a isso tenho desenvolvido meus próprios projetos artísticos e exposições. Recentemente fiz minha primeira exposição individual intitulada “Abstraindo”, em que me aventurei no mundo abstrato – foi um pouco difícil deixar o sentimento tomar lugar ao invés da razão, mas por isso mesmo foi bem interessante para mim.

Gosto de explorar novas materialidades e, como eu ainda não tenho um estilo próprio, vou desenvolvendo experiências para conseguir diferentes resultados.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Eu ainda estou em processo de conhecer novas técnicas e me aventurar nelas, mas as materialidades que mais tenho me identificado é a fotografia analógica e a pintura a óleo.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Minha maior motivação é de querer mostrar minha visão de mundo. É querer colocar o meu mundo para fora, vontade de expressar meus sentimentos de forma material. Uma das coisas que mais amo na Arte é poder perceber, através de traços, cores e temas, como cada artista vê o mundo. Eu sinto que é possível conhecer a personalidade da pessoa através de suas artes e isso é fantástico.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

As minhas melhores ideias surgiram muito de repente, por isso gosto de andar com um sketchbook por perto, onde faço um esboço ou então simplesmente escrevo minha ideia. Depois disso faço pesquisas tanto para ver se já existe algo parecido, quanto de possíveis técnicas que poderia usar. Vou então desenvolvendo melhor a ideia e, caso precise, faço testes de cores, misturas e técnicas.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Leitura de ficções fantasiosas. Esses tipos de livros levam minha imaginação longe e me estimulam a criar. Além disso, buscar novos artistas é sempre interessante, pois as pessoas têm visões diferentes e soluções diferentes para os problemas. Conhecer os trabalhos e projetos dos outros não apenas me inspira, mas me faz pensar as coisas de um outro ângulo.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Das pinturas gosto muito do quadro “40 minutos”. Foi um exercício passado pelo meu querido professor Paulo Cheida, em que o quadro deveria ter a temática “40 minutos” e ser feito em “40 minutos” – para completar eu escolhi uma tela 40x40cm. Gosto muito dessa obra, pois foi um desafio para mim e foi a partir dela que decidi me aventurar pela primeira vez no mundo abstrato. Acabei gostando tanto do processo e resultado que desenvolvi o projeto “Abstraindo”.

Outra obra que gosto muito foi a que intitulei “Coração de Artista”. Eu simplesmente me identifico muito com esse coração e até já fiz um gif dele.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Sim! Foi justamente para a faculdade que estou fazendo. Desde pequena eu sempre quis biologia e me fechei nisso – eu gostava de desenhar e pintar, mas era apenas hobby. Depois de duas tentativas falhas de entrar em biologia, eu passei. Acontece que, antes do período de matrícula, eu comecei a ver na internet uma lista de cursos que existiam (não faço ideia o porquê, acho que era Deus mesmo mostrando que biologia não era para mim) e um dos primeiros cursos da lista era Artes Visuais. Nunca tinha ouvido falar desse curso, mas, como Arte é algo interessante, decidi só por curiosidade ver o que era e... foi amor à primeira vista.

Não acreditava como alguém poderia ganhar a vida fazendo coisas tão legais. Fotografia, escultura, desenho... era a faculdade dos sonhos! Decidi então não fazer biologia e logo prestei Artes Visuais. Foi uma das melhores decisões que tomei, para ser artista não é necessário ter faculdade, mas eu totalmente me encontrei nesse curso.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
Lia Maurer por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Na História da Arte tenho como meus favoritos Rene Magritte e Van Gogh. Van Gogh é minha inspiração para continuar produzindo mesmo que não haja reconhecimento e Magritte me inspira pelo tipo de pintura, de que a Arte não precisa ter um significado em tudo, podemos criar simplesmente pelo ato de criar.

Fora eles, sigo muitos artistas contemporâneos no Instagram que me inspiram diariamente não apenas com diferentes temáticas, mas me estimulam a querer criar.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sim. Eu tive muita sorte que as pessoas ao meu redor me apoiam muito, mas sabemos que nem sempre é assim. O preconceito é algo tão enraizado que algumas mulheres mesmo não percebem o poder que tem. Uma vez uma mulher disse para mim que era bom eu ter escolhido ser artista, porque assim eu poderia trabalhar em casa para cuidar de filhos e marido ao mesmo tempo.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
Lia Maurer por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Fazer arte, ter meus cactos em cima da mesa, comer comidas gostosas (se for de vó é melhor ainda!), estudar novos idiomas...

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Errem. Não tenham medo de errar. Parece um conselho óbvio, mas é difícil fazer na prática! É errando que adquirimos experiência e é assim que podemos aperfeiçoar nossas criações.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Estou desenvolvendo um projeto chamado “Jardim Dentro de Mim”, que surgiu numa aula da faculdade e que quis levar para a frente. Ele tem como objetivo mostrar de um jeito poético que estamos conectados com a natureza.

Nos dias atuais existe uma preocupação grande acerca da destruição da natureza, porém apenas uma minoria se preocupa em estar preservando. Trazendo essa temática para o mundo artístico é buscar uma conscientização, assim como uma apreciação da natureza e nossa relação com ela. Os detalhes do projeto vocês poderão conferir logo logo no meu portfólio online e no próprio Instagram.

Lia Maurer por Projeto Curadoria
COMPARTILHE
b
//+entrevistas