m
Tereza
Dequinta
Brasil
vivendo em Fortaleza . CE
29 anos . artista . tatuadora

Bom, sou conhecida no meio artístico como Terezadequinta. Faço parte do coletivo Acidum Project criado pelo meu companheiro Robézio Marques em 2006. O Acidum tem foco em arte urbana e todos os desdobramentos de cultura de rua. Sou da cidade de Fortaleza - Ceará.

Trabalho há quase 10 anos exclusivamente com minha arte, seja no mural, papel ou pele. A tatuagem entrou na minha vida a partir da um projeto que passamos e intitulamos “Laboratório de Tatuagem” realizado pelo Acidum no nosso ateliê em 2013. Convidados o tatuador Nando Zevê de Recife para ministrar o Laboratório de Tatuagem e foi uma troca enriquecedora e explosões de ideias. Foi a partir dessa data que comecei a tatuar meus desenhos. Hoje, temos uma agenda bem apertada por conta das pinturas e sempre que sobra um tempinho livre estou agendando a galera que me procura.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Uso tudo que estiver ao meu alcance. Pincéis, spray, rolinho, tintas acrílicas, aquarela, bordado, papeis, máquinas, xilogravura, lambe-lambe, stencil, fotografia...

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

A maior motivação é minha casa, a rua, as pessoas. Acordo e já subo pro ateliê pra fazer um café e isso já me inspira bastante. Gosto muito da vida urbana, sou bem boemia, adoro tomar uma cerveja com amigos, conversar sobre a vida e arte. Fotografar lugares, cores e texturas. A inspiração vem de todos os lugares, tudo que estou vendo, vivendo, sentindo e usando essas referencias para fazer meus desenhos.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

É bem relativo. Tem dias que desenho muita coisa, vou colocando no caderno vários desenhos aleatórios e depois vou selecionando para detalhar melhor. Às vezes eu passo dias desenhando mentalmente e quando vou pro papel já tenho tudo definido. Quando é mural no geral levamos uma base do desenho e na hora vamos criando os detalhes, estêncil e cores. Na tatuagem é que o processo é super bem definido, só as cores que gosto de escolher com a pessoa que vou tatuar. Acredito bastante na psicologia das cores. Então, dou uma atenção maior às cores na tatuagem.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Meus dias são sem rotina. Adoro trabalhar a noite, na maioria das vezes troco o dia pela noite facilmente. Assisto muitos filmes com meu companheiro, ele estudou cinema, então sempre tenho dicas boas e não falta filme pra assistirmos. Adoro poesia e sempre que inicio uma tela leio alguns poemas para relaxar e desligar todos os pensamentos. Vejo muitas imagens, artistas de referências em todo universo da arte.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Tenho duas paixões: a pintura de murais e a tatuagem. Às vezes, rola uma confusão interna porque preciso de mais de 24 horas por dia para dar tempo de fazer tudo que tenho vontade.

Mas cada uma dessas paixões, dentro das suas limitações e suportes, me deixa realizada como artista.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Eita! Tenho sim, foi minha primeira viagem internacional a convite do Governo do Estado do Ceará para Feira da Palavra no Cabo Verde - África.

O Acidum foi convidado para a Feira do Ceará no Cabo Verde em 2013 e divulgamos nosso primeiro livro “Entregue as moscas” e também fizemos pinturas pela cidade. Foram 15 dias que mexeram comigo até hoje. Existiu uma transformação silenciosa dentro de mim: percebi um mundo de outra forma, sai da minha zona de conforto, vivi outras realidades, fiz amigos para vida toda. De lá pra cá já fomos mais duas vezes para capital Praia e na vez passada, em dezembro de 2016, o momento mais especial foi realizar o Laboratório Acidum – um projeto de pesquisa e produção em arte urbana no Centro Cultural Brasil no Cabo Verde a partir do convite da Embaixada do Brasil no Cabo Verde, a qual também fizemos a pintura da faixada do prédio oficial. Bom, já deu pra sentir que existe um pedacinho da gente lá no Cabo Verde.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
Tereza Dequinta por Projeto Curadoria

De lá pra cá temos realizado projetos que nos marcaram profundamente como o #AcidumEUROTRIP em 2015 onde fizemos intervenções em diferentes cidades da Europa como: Colonia, Evry, Berlim, Paris, Amsterdã. No ano seguinte participamos do projeto 20x21mural Project na cidade de Eugene – Oregon. Fomos os primeiros artistas convidados a iniciar o projeto dessa cidade que estará até o ano de 2021 promovendo grandes murais com artistas de várias nacionalidades.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Eu gosto de muita coisa, vou colocar aqui um geralzão das artes: Frida Kahlo, William Eggleston, Tarsila do Amaral, Winston the Whale, Fernando Pessoa, Ana Cristina Cesar, Mario Quintana, Mari Kuroyama, Bru Simões, Brian Gomes, Natalie Foss, Victor Montaghini, Dusty Past, Hyuro, Ponto Tattoo, Herakut, Candido Portinari, Cildo Meireles, Vanessa Alice, Leonilson, Aldemir Martins, Chico da Silva, Sasha Unisex, Irana Douer, Uinverso, Os Mutantes, Glue trip, Cidadão Instigado, Alice Caymmi, Elza Soares e por ai vai.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Na tatuagem eu vejo que estamos cada vez mais se multiplicando. Adoro esse movimento das mulheres que estão se ajudando e trocando cada vez mais. Na arte urbana no geral, acho que precisamos nos fortalecer mais e assim enriquecer o movimento. Sinto um pouco de receio da maioria das minhas amigas que saem pra pintar na rua, o assédio ainda é grande, incomoda e nos deixa um pouco inseguras.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Estar produzindo é a minha maior felicidade. Ver um trabalho pronto, respirar fundo e aquele sentimento de “uhuuu consegui”. Eu me sinto muito feliz quando estou no ateliê e viajando por aí. Aquela velha e boa dualidade: quando estou em casa quero viajar, quando estou viajando quero voltar. E a vida vai seguindo seu curso.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Viajem, “poxa, mas não tenho grana”, viaje pro bairro vizinho, pro interior da sua cidade, conheça outras realidades, fotografe, escreva, veja filmes, escute música alta, leia poemas, converse com as pessoas, faça novas amizades, seja sincera com você, com seu trabalho e com os trabalhos das outras pessoas. Desenhe, desenhe e desenhe. Tenha foco e determinação. E continue desenhando.

Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
Tereza Dequinta por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Sempre tenho algo que quero realizar. Agora, estamos na produção do nosso segundo livro “CODEX” Acidum Project. Isso já está na nossa agenda desse ano. Temos alguns festivais durante o ano, algumas exposições e claro muitas tatuagens pra fazer por aí.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas