m
Renata
Torres
Brasil
vivendo em Campinas . SP
32 anos . designer . ilustradora

Nasci em Minas Gerais, me mudei com a família para Campinas, passei uns anos em São Paulo estudando Editoração na USP e trabalhando com design. Decidi mudar tudo e ir para Buenos Aires estudar gastronomia. Voltei para Campinas. Nesse tempo nunca abandonei os projetos malucos, a arte e os desenhos. Depois de um tempo trabalhando em restaurantes, decidi voltar a me dedicar mais a essa parte da minha vida e passar a fazer só meus pães de fermentação natural com a Pão, Amor e Chachacha. Desde então tento abraçar todos os meus interesses, tem sido um longo processo com altos e baixos.

Meu grande prazer é aprender, tudo que eu possa, no tempo que levar. No fundo sou, uma pessoa que tenta construir uma vida baseada nos afetos e no aprendizado.

Renata Torres por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Minhas ferramentas principais são desenho, exploração do formato do livro, animação.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Acho que a vontade de criar e a sensação de que mantém minha sanidade mental são minhas maiores motivações. Aquela obra da Louise Bourgeois com o escrito “Arte é uma garantia de sanidade”, resume bem isso. O que me inspira a continuar é o prazer de fazer algo com grande significado para mim e que outra pessoa talvez se sinta conectada àquilo.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Meu processo criativo é bem simples: sentar em algum lugar onde eu possa me concentrar sem interrupções e tentar criar. Nem sempre sou bem sucedida mas acho que as tentativas acabam moldando a gente de alguma forma.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Fazendo o projeto dos Minilivros esse ano descobri que sentar pelo menos 15 minutos por dia para criar alguma coisa não é impossível. Além disso, foi libertador perceber que eu consigo fazer o que eu quiser se colocar minha energia naquilo. E foi libertador descobrir isso e poder abandonar as eternas listas do que fazer que ficavam esperando situações especiais. Além disso, as restrições de tempo e material acabam funcionando como incentivo para a criatividade.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Meus minilivros, foi uma surpresa para mim perceber que consigo fazer um projeto diário e aprender tanto com ele.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Não exatamente, mas acho que foi um marco pessoal perceber que eu posso fazer um monte de coisas diferentes e explorar todos os meus interesses. O que faz com que minha trajetória seja mais um ziguezague que uma linha reta.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Minhas inspirações vêm das pequenas coisas do cotidiano, de tudo com o que tenho contato: livros, música, arte, as vendinhas no mercado.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Ainda existe sim, já vivi isso de inúmeras maneiras em diferentes trabalhos, com colegas de trabalho sendo condescendentes ou simplesmente não me levando a sério por ser mulher. O jeito é lutar nos nossos pequenos universos para melhorar.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Aprender coisas novas, conhecer gente interessante, ter uma ideia e conseguir realizá-la. E um café da manhã lento em um domingo de sol.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Aprender a trabalhar no seu tempo, não se sentir pressionada pelo tempo de outras pessoas, ser gentil consigo mesma e estar disposta a aprender com os erros.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Este ano meu foco é no Minilivros, esse projeto em que eu faço um minilivro por dia. Cada um deles é único e tenta brincar com um aspecto do conteúdo, do material e do formato. Esse projeto foi um jeito que eu criei de ter uma prática artística mais constante e agora não consigo imaginar minha vida sem um projeto anual.

Ao mesmo tempo eu tento fazer outros projetos mais curtos como o “Café para uma segunda-feira” e os “30 documentários em 30 dias” que são projetos de ilustração.

Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
Renata Torres por Projeto Curadoria
COMPARTILHE
b
//+entrevistas