m
Milenna
Saraiva
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
36 anos . artista

A arte sempre esteve presente em minha vida. Sempre soube que seria artista mas não tinha certeza se seria dançarina ou artista plástica. Aos 18 me mudei para os Estados Unidos sozinha e comecei a estudar ambas, mas logo ficou clara a minha preferência pelas artes visuais. Me formei em Fine Arts pelo Santa Monica College, na California. Após me graduar, a convite da universidade, fiz uma especialização em pintura em um programa chamado The Mentor Program, onde estudei com renomeados artistas e professores. Ao retornar ao Brasil, em 2012, fiz um curso de pós-graduação em Pintura Contemporânea na FAAP. Já fui galerista e dona de galeria, mas troquei tudo para ser só artista.

Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Apesar de fazer de tudo um pouco (desenho, fotografia, escultura, design gráfico, música, poesia, etc.) minha paixão sempre será perto de uma tela. A pintura, em todas suas vertentes, é a minha maior forma de expressão.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Pintar é o meu jeito quieto de expressar emoções, sentimentos e opiniões através de formas e cores. O meu trabalho se tornou uma ferramenta para narrar as minhas experiências em parábolas. As minhas telas refletem a minha mitologia pessoal.

Tudo me inspira… às vezes algo que possa passar despercebido para muitos me inspira. Eu também gosto de pintar pessoas revolucionárias. Não me importa em qual escala. Pessoas que quebraram paradigmas, que quebram regras, pessoas loucas e cheias de paixão por algo, pela vida.

Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Sempre começo uma obra com uma ideia, a ideia vira um desenho e o desenho vira uma tela.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

A criatividade é algo muito natural para mim. Minha mente é um constante turbilhão de ideias que necessito colocar para fora. Quando preciso criar algo diferente simplesmente sento em silêncio, fecho os olhos e as ideias vem.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

A minha última série de retratos intitulada “Alguém”. Eu acho que, depois de mais de 10 anos trabalhando profissionalmente como artista, consegui o resultado estético e conceitual que sempre busquei. Minha técnica evoluiu do tradicional para o estilo atual, muito mais solto e expressivo. Com rápidos gestos feitos através espátulas, e através da adição e remoção frenética de camadas de tintas, consegui expressar o tipo de emoção crua que sempre almejei.

Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Eu acredito que tenho muito que evoluir ainda, mas um evento especial marcou muito minha trajetória: fui selecionada para representar o Brasil no XVII Ibero American Art Salon de 2008, no Katzen Museum, em Washington DC. Eu era bem jovem e foi realmente incrível ver minhas obras nas paredes de um museu pela primeira vez.

// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Admiro muitos artistas ingleses. Me identifico com os movimentos e estilos que vem de lá. Começando por monstros como Lucian Freud e Francis Bacon, indo até artistas contemporâneos como Jenny Saville e Banksy. Existem muitos pintores contemporâneos que gosto muito também, que não são tão conhecidos, e que estão modificando a maneira de se fazer retratos e isso me interessa muito. Acho que a influência deles é bem visível no meu trabalho.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sim. Sempre existiu. Uma mulher expressiva e livre sempre será uma amaça àqueles que se agarram a tradições ridículas da sociedade machista que herdamos.

Eu nunca senti este preconceito na pela, talvez pelo fato de sempre me ver igual. Mas vejo muito preconceito ao meu redor e tenho consciência que precisamos lutar muito ainda para vermos mais igualdade de gênero, em todas as áreas, no mundo todo.

Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Pintar. (Hahaha!) Um pouco clichê, mas é verdade. O amor e a família são fundamentais para mim, claro. Mas quando estou pintando o mundo para. É como se estivesse em transe. Este é o meu propósito aqui e eu tenho a sorte de saber e poder exercer isso.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações ?

Crie! Se te criticarem, crie. Se te ameaçarem, crie. Se falarem que seu trabalho não presta, crie. Se te rejeitarem, crie mesmo assim. Ouça críticas construtivas, mas nunca deixe de ouvir a sua própria voz.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

No momento estou fazendo algumas encomendas para pessoas e para algumas exposições coletivas que vou participar este ano. Também estou pesquisando para a minha próxima série de retratos. Como artista sinto que tenho o dever de retratar este momento político e econômico que vivemos. Vem bastante novidade por aí!

Milenna Saraiva por Projeto Curadoria
COMPARTILHE
b
//+entrevistas