m
Maya
Jurisic
Brasil
vivendo em Bento Gonçalves . RS
28 anos . ilustradora

Nasci na Croácia, onde junto aos meus pais, com 8 meses de vida, fugi da guerra que lá se iniciava. Cresci no Brasil e viajei o mundo. Com 3 anos de idade, comecei a praticar e movimentar as cores que ganhava de presente de meus pais e tios. Envolvida em uma família de artistas pelo mundo todo, despertei para as mandalas, relacionando trabalho, meditação e bem estar. Hoje, ajudo e inspiro pessoas a encontrar o equilíbrio emocional, concentração e espiritualidade através das Mandalas. Faço deste símbolo sagrado universal a inspiração para meu trabalho e vida. Minhas intensas pesquisas e a dedicação diária, fazem com que se torne possível levar as vibrações positivas, que tanto acredito, por onde passo através da arte e das Mandalas.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

As Mandalas. Comecei a desenhá-las para conhecer mais sobre quem sou e quem quero ser. Elas me mostram cada vez mais sobre mim mesma, consolidam meu mundo interior, me organizam e evoluem meu autoconhecimento. Fazem com que minha mente, corpo e alma entrem em estado meditativo quando estou trabalhando em suas simbologias, formas e cores. Contemplá-las e admirá-las me traz serenidade, me ajuda a reencontrar um sentido na vida e me conectar com a natureza de forma sincera e simbólica. Sem falar em trabalhar com as cores, que para mim são a cura, felicidade, tranquilidade, otimismo, espiritualidade…
 As mandalas são um incrível meio de concentração e conexão com a nossa essência, por isso as respeito e admiro tanto!

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Acreditar que arte é transformação. 
Criar, para mim, é uma transformação! Nós somos uma constante transformação! Na arte, o processo de criação é uma incrível transformação e surpresa, nunca sabemos como será o resultado daquele pequeno pontinho de início.
 O desenho para mim é uma forma de expressão e de conexão com meu mais profundo eu, uma forma de buscar respostas que somente através da arte elas se manifestam. Entender que a solidão é necessária para estarmos acompanhados de nossos pensamentos e inspirações. Encontrar suavidade, paz e pureza em um momento de introspecção. É dessa forma que transmito para o papel o que sinto e acredito. Uma forma de manifestar o que tenho dentro de mim que de outra forma talvez jamais consiga.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria
Maya Jurisic por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Meu processo criativo é todo um ritual intuitivo, que se inicia com a organização de um ambiente harmônico e sensível para inspirar através de aromas de difusores e incensos, cristais de energização e uma música, sempre respeitando meu estado de espírito naquele momento. Já organizo todo esse espaço e os materiais, pois é ai onde dou início ao processo de interiorização, começando assim a entrar em estado meditativo através da Meditação Ativa por meio das ilustrações, e principalmente das Mandalas.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Me conecto com a natureza que está sempre ao meu redor. Onde moro, é um lugar em que o verde do campo e os pássaros estão sempre presentes, e me sinto muito confortável em criar nesse ambiente tão familiar e de tanta leveza. Meu grande objetivo de vida é viajar, e uma das minhas maiores paixões também. Estou sempre viajando buscando novos olhares. O que me mantém feliz neste trabalho, além do amor que tenho por ele, é ver como cada vez mais consigo atingir as pessoas emocionalmente e espiritualmente através das Mandalas, da influência das cores e de um estilo de vida totalmente livre, um ponto muito importante na minha vida. O mais fascinante é imaginar que parte de tudo isso se torna possível através das redes sociais. Apesar de haver tido uma grande resistência a elas, hoje aprendi a usá-las como uma fonte extremamente poderosa para compartilhar o meu melhor.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria
Maya Jurisic por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Sem sombra de dúvidas são as Mandalas. Elas me trazem um reconhecimento interno muito grande. Consigo entender pontos sobre o universo que está dentro de mim e ao meu redor, que conscientemente não seria capaz de observar. Além de me conectar com as cores e entender como transformar tudo a minha volta com um movimento de criação e Meditação Ativa. Através do poder que as mandalas tem sobre nós, em nosso corpo emocional, energético e espiritual, evoluo diariamente meu olhar sobre a vida.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Esse momento estou vivendo agora, com a criação da minha primeira Oficina de Mandalas Online. Estive mais de um ano amadurecendo a ideia de mostrar todo meu processo criativo, para, além de inspirar, mostrar que todos somos artistas, basta despertar a arte através da intuição. Jamais imaginei que fosse ter uma repercussão tão incrível, e uma aceitação tão profunda. Abri meu coração e meus segredos de muitos anos através dessa Oficina, e sinto que ganhei um espaço muito especial no campo artístico. Venho há anos pesquisando sobre as Mandalas, e aqui no Brasil se trata de um conteúdo pouco desenvolvido ainda. Senti um imenso frio na barriga nesse primeiro lançamento, mas agora estou mais feliz que nunca com o resultado do que estou vivendo agora.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria
Maya Jurisic por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Na realidade me inspiro em culturas, mais que em artistas. Me identifico muito com os artesanatos mexicanos, guatemaltecos, peruanos… O Folk Art, principalmente da Escandinávia, me fascinam, mas as minhas maiores referências vem da cultura Hindu. Passo horas pesquisando sobre essas culturas e suas artes, as formas e seus processos criativos, materiais e cores. Essas pesquisas, além de me inspirarem a criar cada dia mais, me despertam o amor por viajar e ter essa curiosidade sobre o "desconhecido". Consigo através disso viajar sem sair do lugar, somente com a imaginação, conectando assim essas duas paixões.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Na realidade, sinto um preconceito, mais do que como mulher, como artista. O preconceito se dá em não cumprir regras da nossa sociedade como horários e local de trabalho, não ter um trabalho físico e sim online, ter um senso estético fora dos padrões. Moro em um lugar onde muitas pessoas são bem tradicionais, te olham com estranheza pelo seu senso estético, mas felizmente meu sorriso no rosto dispensa julgamentos.

// E o que te faz feliz?

Conseguir enxergar a vida cada dia de uma forma mais intensa e positiva. Me faz feliz ver a evolução que tenho tido em um processo de não julgar o próximo, só transmitindo o amor. Criar e viajar dentro de limites geográficos ou não. Ser livre, intensa e inteiramente livre! Nos pensamentos, na filosofia de vida e nas atitudes.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria
Maya Jurisic por Projeto Curadoria
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Acredito que o limite está dentro da nossa mente. Diria para deixarem o coração evoluir em primeiro lugar, e depois darem o lugar à mente se manifestar. Nossas emoções intuitivas são movidas a partir da nossa essência, que é uma só por toda vida. Nossa mente consciente e lógica se movem a partir do momento e do universo em que estamos vivendo no presente. Então, penso que nosso coração sempre mostrará uma capacidade e uma força que muitas vezes não conseguimos enxergar na superficialidade, mas que existe. Meu conselho então é, que somente você é capaz de mudar suas limitações, e para isso precisa primeiro acreditar nessa capacidade. Entender que além de acreditar, tem que existir a determinação. Muitos artistas devem se sentir frustados quando alguém diz que a arte se torna possível a partir de um Dom. Sempre digo que o Dom é o de se enxergar um caminho para ser feliz na vida pessoal e, principalmente na profissional. Se faz artista aquele que ama a dedicação e que se supera todos os dias um pouquinho.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Os projetos estão sempre florescendo através da arte, e a cada dia me sinto mais inspirada e segura para mostrar o meu trabalho e abrir minha alma. Recentemente foi ao ar a minha primeira Oficina de Mandalas online, um projeto que conta um pouco sobre a minha trajetória na descoberta da arte através da intuição com as Mandalas, o desabrochar da autoterapia e desenvolvimento pessoal através das cores, formas, inspirações e pesquisas. Deixo aqui em forma de vídeo um palinha sobre esse projeto que tem feito com que me sinta plena e que faz meu trabalho fluir cada dia mais.

Maya Jurisic por Projeto Curadoria

Conheça a Oficina de Mandalas em www.mayamandalas.com !

COMPARTILHE
b
//+entrevistas