m
Mariana
Alonso
Brasil
vivendo em Rio de Janeiro . RJ
25 anos . ilustradora . designer

Costumo dizer que lar é onde o coração está. E é exatamente o coração a base das minhas escolhas na vida. Nasci no interior do Rio, mas quatro anos morando na capital já foram suficientes pra eu saber a qual lugar pertenço.

Comecei a ilustrar bem cedo, mas só na poesia de Neruda e Vinicius, nos livros tão bem conservados por meu pai, na estante lá de casa, que me encontrei. Eu, adolescente, e conhecendo a intensidade das palavras dos maiores poetas do amor. Ali eu soube que podia, e queria, me expressar através da arte. Me aventurei na poesia, participei de projetos e conheci escritores incríveis dessa nova geração, e trouxe dessa experiência conhecimento bastante pra agregar na minha maior paixão: a arte visual.

Atualmente, trabalho como ilustradora e designer freelancer, mais nas áreas de música e moda, e faço poesia visual pra alimentar a alma.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Nanquim, meus sentimentos e processos digitais.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

O que mais me motiva são os feedbacks que recebo. Não há nada mais prazeroso do que saber que, por meio da sua arte, você conseguiu despertar alguma coisa bonita dentro de alguém, e que alguém se identificou naquele momento que também é seu. Eu sou apaixonada pelo amor, seja ele em todas as formas, e levá-lo às pessoas é o que eu mais gosto de fazer.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Em casa, costumo criar ouvindo algum álbum que eu goste bastante. O The Velvet Underground & Nico é um dos meus favoritos pra isso, por exemplo. Dependendo do dia, visito algum lugar que me inspire, onde eu possa respirar e absorver as coisas boas ao meu redor. Não costumo ter um ritual no meu processo criativo, basta eu estar sentindo algo que as coisas acontecem.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Leio muito. A literatura foi a minha porta de entrada pra todos os meus projetos, e ainda é a minha maior fonte de inspiração. Sempre ando com algum livro na bolsa, e quase sempre é de poesia. Também visito muitas exposições e eventos, nunca me canso de estar em museus e centros culturais. Onde houver uma oportunidade de absorver um pouco de arte, estarei lá.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Não tenho um trabalho específico que eu possa classificar como favorito. Todos eles envolvem algum pedaço de mim, seja uma alegria, um amor, ou uma tristeza. Mas, se eu for escolher uma fase, com certeza seria a atual. Acredito que estou mais evoluída, me conhecendo melhor e isso está influenciando positivamente no meu trabalho.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Foi por influência das minhas ilustrações que recebi o convite pra trabalhar na arte do primeiro álbum de um artista que eu admiro bastante. Já acompanhava a carreira dele desde a adolescência, e nunca imaginaria que, um dia, poderíamos trabalhar juntos. A música sempre foi parte de mim. Desde então, algumas portas se abriram, e atualmente venho trabalhando a parte visual de uma banda de Lisboa.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Apesar de trabalhar com artes visuais, minhas maiores influências e inspirações vêm de outros campos artísticos. No cinema, sou fã da Nouvelle Vague e meu maior ídolo é Godard, tanto por suas experimentações feitas com maestria, quanto pelos projetos tipográficos presentes em seus filmes. Na literatura, eu poderia citar centenas de autores, mas ultimamente venho lendo e sendo muito influenciada pelo movimento mimeógrafo. Tudo que foi e é feito com algum sentimento, e eu possa me ver ali, me influencia a traduzir o que sinto nas minhas criações.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Existe, e infelizmente, muito. Confesso que às vezes sinto um pouco de receio em divulgar ilustrações com temas mais polêmicos. Em tempos onde o ódio pode ser facilmente espalhado pelas redes sociais, estamos expostas a qualquer tipo de agressão verbal. Mas não podemos parar de nos expressar. A arte existe pra derrubar preconceitos e mostrar que podemos ser mais humanos.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Quando, de alguma maneira, posso influenciar positivamente alguém ou algo, fico feliz da vida. Ver novos artistas buscando inspiração no meu trabalho é a certeza de que estou fazendo algo certo. Sempre que me procuram, e eu posso, dou dicas e compartilho um pouco do meu conhecimento. Isso é o que me faz feliz, ser reconhecida e conseguir tocar as pessoas com o que eu faço.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
Mariana Alonso por Projeto Curadoria
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Não tenham medo. Jamais! Se expressem, gritem e derramem desejo. Não deixem que tempos difíceis e que ninguém calem vocês, e muito menos que as impeçam de fazer o que vocês realmente amam e acreditam.

Mariana Alonso por Projeto Curadoria
COMPARTILHE
b
//+entrevistas