m
Marcela
Sabiá
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
26 anos . ilustradora

Eu sou paulista, típica taurina e ilustradora há quase 2 anos. Na verdade, eu sou formada em Publicidade e passei boa parte da minha vida sem desenhar, coisa que sempre amei fazer desde criança, por acreditar que eu precisava escolher uma profissão "séria". Achava que desenhar era apenas um hobby e nunca cogitava a possibilidade de trabalhar com isso. Fui ficando cada vez mais infeliz, depressiva e ansiosa com a minha vida profissional e não conseguia gostar da área. Depois de formada, fiz um teste vocacional e achei que o caminho era fazer um curso de Biblioteconomia (sim! haha). Detestei e aí foi o ápice da minha insatisfação profissional - me sentia mal o tempo todo. Ia para o hospital certa de que estava tendo um ataque do coração e achava cada vez mais difícil sair de casa, até que fui diagnosticada com Síndrome do Pânico. Parei tudo para reavaliar a minha vida e, fazendo terapia, acabei me re-conectando com o meu lado artístico. Com o tempo fui evoluindo e passei a me dedicar só às minhas ilustrações . Hoje meu trabalho é bem voltado para o universo feminino: falo muito de autoestima, aceitação corporal e saúde mental. Posto em inglês porque atualmente a maioria dos meus seguidores são de outros países, o que é um reconhecimento incrível pra mim.

marcelasabia12
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Minha maior ferramenta é o meu traço. Amo aquarela também, mas seja desenhando com a caneta no papel ou fazendo uma ilustra digital, sinto que sempre deixo um pedacinho de mim em cada risco.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

O que mais me motiva é inspirar e ajudar outras pessoas. Recebo muitas mensagens de meninas dizendo que meus desenhos fazem com que se sintam mais auto-confiantes e isso é uma motivação imensa pra mim! Sou muito inspirada e interessada no ser humano, em geral. Ouvir um desabafo, uma história ou ter uma conversa com alguém, tudo isso já me inspira à criar.

marcelasabia11
marcelasabia5
// Como é o seu processo criativo?

Meu processo criativo é bem simples depois que decido o tema de uma ilustração. A parte mais complicadinha é decidir sobre o que quero expressar, já que sempre procuro passar uma mensagem. Aí troco ideias com meus seguidores e pesquiso até ela surgir. Quando já tenho a ideia, procuro referências (Pinterest sempre!) e começo a desenhar. Depois de fazer o sketch no papel, passo para o computador e faço a ilustração digital.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Acho que minha curiosidade é o que mais ajuda a me manter criativa. Me interesso muito por realidades diferentes da minha e estou sempre assistindo milhares de documentários ou fuçando na internet sobre os mais diversos assuntos. Acho que tirar um tempo pra lazer também ajuda muito! Quando se trata de criatividade, acho que um respiro diário é muito positivo.

marcelasabia2
marcelasabia9
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Todas as ilustrações que fiz sobre autoestima significam muito pra mim, com certeza. Mas o desenho que fiz sobre ansiedade é especial, porque também é muito sobre mim e tudo o que passei. Ilustrar sobre isso foi um momento de superação e libertação. Hoje eu vivo bem com a minha ansiedade e isso é uma vitória.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Tenho dois! O primeiro foi quando terminei um relacionamento. Antes, eu queria muito falar de uma causa com a minha arte e não sabia como, nem sobre o que exatamente. Depois disso eu tive experiências novas e me conheci muito mais, o que resultou nas ilustrações empoderadoras.

O segundo foi quando a cantora americana Kehlani postou um desenho meu e eu ganhei uma visibilidade que não esperava. Foi uma surpresa muito feliz!

marcelasabia1
marcelasabia7
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

A ilustradora que mais me inspirou logo que comecei a desenhar, foi a Amanda Mol. Eu vi que era possível ser bem sucedida fazendo o que você ama e fiquei encantada com a arte dela! Tive certeza que queria seguir aquele caminho também. Amo as ilustrações da Laura Callaghan, Leah Reena Goren, Ambivalently Yours e a querida Christie Begnell.

Também acho todas as mulheres que se dedicam a ser Bopo Warriors (guerreiras da aceitação corporal) muito inspiradoras. As primeiras se refletem nas minhas técnicas e as outras nas minhas ideias na hora de criar.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sim, com certeza! Recebo comentários negativos e até ofensivos sobre alguns trabalhos, principalmente porque sou feminista e falo de coisas polêmicas. Ainda é difícil para alguns aceitar que existem mulheres se expressando sem medo e expectativa de aprovação.

marcelasabia8
marcelasabia14
// E o que te faz feliz?

Minha família, meu trabalho, meus amigos, meu cachorro, comer, Netflix, as mensagens de carinho que recebo e fazer alguma diferença positiva no mundo, por menor que seja.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Acho que é muito importante seguir a intuição, não ter medo de ser autêntica e tentar coisas novas. Tudo fluiu muito melhor na minha vida quando segui o coração e comecei a criar de acordo com o que me tocava e fazia sentido pra mim.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Tenho algumas coisas em mente, mas depois de alguns pedidos, tenho pensado bastante em criar um canal no Youtube pra falar um pouco das ideias que compartilho nos meus trabalhos. A ideia é ter outra ferramenta onde eu possa conversar mais e incentivar pessoas a respeito de autoestima, amor próprio e saúde mental. Acho que acontece logo, vamos ver!

marcelasabia6

Fotos: Vanessa Nunes

COMPARTILHE
b
//+entrevistas