m
Marcela
Ghirardelli
Brasil
vivendo em Belo Horizonte . MG
28 anos . designer . ilustradora

Devo iniciar dizendo, duas coisas. Uma, sou péssima para escrever, aqui o forte é desenho mesmo. E, que ainda tenho um caminho longo no mercado para me intitular ilustradora, estou engatinhando na profissão.

Atualmente, trabalho com design gráfico e ilustração, a minha paixão. Esse grande prazer em desenhar começou na infância. Minha mãe conta que sempre gostei de copiar os desenhos da Disney e Turma da Mônica; quando minha família se mudou para Patrocínio – MG eu tinha seis anos e foi um trauma, largar as avós em Ribeirão Preto - SP, então tudo o que mais gostava de fazer era brincar na rua e desenhar.

Até que entrei para um ateliê de artes e artesanato da artista Valeska Bustamante, que me incentivou a despertar minhas qualidades e, foi lá, que aprendi a desenhar de verdade e nunca mais parei. Por influência dela e da minha família, terminei o colégio, e entrei para Design de Moda na Universidade FUMEC em Belo Horizonte. O foco do curso sempre foi a criação e desenho, durante a graduação, desenvolvi toda a estamparia da etiqueta jovem da Patachou, a Chouchou e continuei desenhando sem “fazer roupas” de fato, mas reafirmando minha vontade de ilustrar, desenhar, pintar, estampar tecidos e papéis. Terminei o curso em 2010, achei que tinha me aperfeiçoado muito, mas ainda não era o que eu me identificava de verdade, então imediatamente depois da formatura ingressei no curso de Design Gráfico e conclui em 2013. Neste último me identifiquei, aprendi bastante, muitas outras referências aguçaram ainda mais minha vontade de ilustrar.

 

MarcelaGhirardelli31

Junto ao Paulo César Moura Francisco, meu marido e sócio, criei um estúdio criativo, a ArtBeat, para me profissionalizar e melhor atender os clientes nas áreas de design e ilustração, ainda que do meu home office. Criamos o estúdio no ano passado, e cada dia é uma oportunidade de aperfeiçoar os projetos e nosso nome como profissionais no mercado. Somos assim, Paulo o cérebro e raciocínio do nosso coração e eu, o pulso criativo, vamos assim dizer, delirante da sociedade.

Aos pouco colocamos nosso site no ar, que ainda não esta como eu quero, mas... casa de ferreiro... continuamos sempre em busca de aperfeiçoar, sempre!

// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Durante toda a minha vida, sempre levo comigo um caderno de desenho, os sketchbooks. Hoje em dia um pouco menos, pois o tempo livre está escasso e o bordado tomou vez.

A partir das ilustrações da série “My version of” que iniciei após um workshop com a ilustradora Fernanda Guedes, aprendi a usar canetas hidrográficas e canetas design. Me identifiquei com a técnica e tenho desenvolvido muitos projetos dessa forma. Hoje uso as COPICs.

Meu primeiro projeto pessoal foi o “Legs”, em que pedi para que amigas me enviassem fotos de suas pernas para que eu pudesse transformá-las em ilustrações. Hoje eles ocupam as vitrines da Urban Arts, uma galeria muito interessante com mais de 600 artistas participantes, onde encontrei uma ótima forma de comercializar e divulgar minhas ilustrações.

 

MarcelaGhirardelli73
MarcelaGhirardelli74
MarcelaGhirardelli72
marcelaghi

Em geral eu amo processos manuais. Tenho uma mãe muitíssimo habilidosa que sempre gostou também, costura, borda, vira encanadora, eletricista, cabeleireira, pintora, o que precisar. Sempre quis ser como ela, pois dentro de casa sempre tive incentivo e materiais de sobra, para criar o que der na “telha”. Sem contar com meu pai que é só incentivo, uma irmã cheia de ideias e um irmão mais novo que acha lindo e quer tudo o que a gente faz.

Assim fica bom de soltar a imaginação. E hoje um marido e enteadas que estão sempre ao meu lado, apoiando e ajudando. Precisei contar um pouquinho da família pra dizer que é o fazer que me encanta.

Adoro e uso muito, minhas canetas, Copics, nanquim, Poscas, aquarela, colagens, desenho em vidros, espelhos, paredes, para casamentos. Pinto com tinta acrílica, bonecos de personagens e personalizados. Agora vamos fazer adereços de carnaval. Também bordo e amo ilustrar para bordar.

O negócio é sair do computador e tentar, misturar...

marcela1
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

O que me motiva é acordar todo dia e lembrar que tenho uma família incrível que me ama e me apoia sempre. É clichê, mas é tão forte isso em mim. Quando fico mais triste, lembro disso e pronto, é só seguir.

Me formei em Design de Moda antes do Design Gráfico, então, o universo da moda com certeza é uma fonte de inspiração constante no meu trabalho. O feminino me inspira muito, busco sempre inspiração em elementos da fauna e flora que acho que dialoga muito bem com a moda e com a mulher.

MarcelaGhirardelli38
MarcelaGhirardelli43

E não tão distante da moda, tenho gosto pelo rock; as personalidades e seus trajes são sempre muito bem vindos na hora de ilustrar, meu projeto de final de curso do Design Gráfico foi sobre Rolling Stones: 25 ilustrações sobre os 50 anos de carreira. Ilustrar esses ícones foi um desafio.

Na faculdade me chamaram de "esquizofrênica", por não ter um estilo único e transitar por muitos universos, eu aceitei como um elogio, afinal, de fato, muitas coisas me inspiram. Tenho gosto por detalhes de pessoas e lugares por onde passo, mas as mulheres têm mais detalhes, sutilezas e cores.

A arte me inspira. Ver pessoas criando a todo momento me inspira.

Hoje está tão fácil se inspirar, temos muitos bons designers e artistas... Você me inspirou, com esse projeto tão lindo.

MarcelaGhirardelli36
MarcelaGhirardelli66
MarcelaGhirardelli2
MarcelaGhirardelli37
MarcelaGhirardelli44
MarcelaGhirardelli11
MarcelaGhirardelli65
MarcelaGhirardelli41
MarcelaGhirardelli8
// Como é o seu processo criativo?

Poucas vezes parei para pensar sobre meu processo criativo. Menos ainda para escrever sobre ele. É tão automático, que às vezes nem nos damos conta de que é um processo.

Em geral, faço reuniões com clientes, fazemos um briefing, pesquiso, pesquiso, leio, busco designers, artistas relacionados ao tema, crio um rápido esboço, orçamento. Orçamento aprovado, pesquiso mais, envio mais esboços para pré aprovação antes da arte final. Arte final pronta, digitalizo, trato, às vezes adequo ao suporte e entrego.

Fico de olho no que está rolando o tempo todo. As tendências, desde o que fazer até o como fazer. Muita coisa do trabalho autoral surge do inconsciente coletivo, que acho que é esse forte impulsionador das tendências criativas.

O meu retorno ao bordado foi um pouco assim, cansada de apenas atender briefings de clientes resolvi fazer algo que sempre gostei... por que não ilustrar bordando? Às vezes, crio o que esta na cabeça, às vezes pesquiso em livros de botânica, moda, e o lindo Pinterest, para o que fazer agora...

Sempre rascunho antes, seja qual for o suporte final... papel, tecido, madeira...

MarcelaGhirardelli76
MarcelaGhirardelli16
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Nossa! Não sei te dizer ao certo. Nunca parei para pensar nisso.

Mas acho que não parar. Não parar de pesquisar nunca, os smartphones apesar de um vício nos ajuda muito nessa parte. O tempo todo conectados. O WhatsApp “pipoca” de ideias o dia todo. Ou é a minha mãe e minha irmã que fez ou viu alguma coisa interessante. Um novo cliente mais aflito. Ou amigas que se tornam braços direitos em projetos diferentes.

Nunca estou de “mãos abanando”, estou sempre rabiscando em caderninhos, carrego sempre comigo uma sacola com um  bordado começado. Em qualquer sala de espera estarei lá fazendo alguma coisa e pensando na próxima.

MarcelaGhirardelli14
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Como é engraçado responder a uma entrevista, nos faz pensar em coisas diferentes sobre nós mesmos. Já respondi a várias outras perguntas tentando pensar sobre esta. Vou citar alguns projetos que vieram a mente com mais clareza, que posso tomá-los como favoritos.

A identidade visual que fiz para a marca de uma amiga, a Ananás Comunicação Descomplicada. Fiz além do logo uma estampa institucional, cheia de frutas, flores e animais!

Hoje os bonequinhos de personagens e os bordados são meu xodó.

MarcelaGhirardelli1
MarcelaGhirardelli15
MarcelaGhirardelli22
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Já posso falar que tenho uma carreira? Achei legal isso! Importante.

Com certeza um destes momentos foi quando decidi sair da moda e fazer Design Gráfico e junto a isso parar de sofrer por ter que trabalhar em grandes empresas de moda ou agências de design, e trabalhar pra mim. Apesar de não ser super organizada financeiramente, tem dado certo, afinal eu amo o que eu faço.

Tomo muitas frentes de trabalho, então tem sempre coisas diferentes e inusitadas. Claro que neste período fui entendendo melhor o que eu realmente gosto. Hoje posso dizer que gosto é de ilustrar, desenhar, trabalho manual. O design, como criação de marcas esta perdendo lugar.

Outro momento mais recente e sem dúvida bem importante, foi quando surgiu o convite da Laura Damasceno da Chá Comigo (casa de chás fofíssima de BH), para realizar uma exposição naquela casinha tão charmosa, e que já frequentávamos toda semana. Vi neste convite a oportunidade de ilustrar bordando, levei para essa técnica minhas referências, gostos e claro, delírios com o universo feminino, flora e cores. Finalizei o primeiro e mostrei para algumas pessoas, o resultado me surpreendeu, porque vi que havia um reconhecimento do meu estilo de desenhar.

Resolvi pintar algumas bonequinhas para a exposição também, fiz a Amy, a Marylin, a Malala, a Frida, a Coco Chanel, entre outras... Criei novas ilustrações para a exposição intitulada Delírios. Isso tudo me marcou muito, pois foi o impulso para voltar a criar projetos autorais.

Desde então, não parei mais.

MarcelaGhirardelli20
MarcelaGhirardelli21

Faço parte de um loja colaborativa de Bh, a Mooca, que o mais importante de lá é que por trás da loja, criada por mulheres, a Fabiana e a Marina, elas alavancam produtores locais. Foi super importante para dar assas a esses produtos autorais.

Os bonecos de personagens são campeões de vendas e ajudam a divulgar que podem ser personalizados. Pinto famílias completas. Os bordados, chegam encomendas sempre....

E rede social alcançando mais boas surpresas a cada dia.

Até que tenho grande momentos já, né?

MarcelaGhirardelli29
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Uau! Tem tanta gente legal neste mundo né?

Nas artes, sempre gostei de Goethe e a teoria das cores. As aquarelas e a forma de ver a arte pela Antroposofia. Sem falar em Kandinsky, Matisse, Gaudi, Edward Hopper

A arquitetura me inspira, Frank Lloyd Wrigth em comunhão com a natureza. A integração com o local e ao dizer que cada projeto é único.

O Inhotim, fonte inesgotável de inspiração e referências para a vida.

Pucci, Dior, Chanel, Vivienne Westwood...

Hoje a internet nos aproxima de tanta gente incrível também. As meninas do Clube do Bordado, tão lindo o trabalho delas, são didáticas me ajudaram a desvendar novos pontos. E estimulam a nos unirmos e criar junto.

MarcelaGhirardelli75
MarcelaGhirardelli77

Os produtores locais, artistas, fotógrafos de BH, sempre me influenciam da melhor forma possível. Sinônimos de criatividade e trabalho duro. Grande nome de BH também, é Mary Figueiredo, criadora da marca Mary Design, além de grande formadora de opinião, ama impulsionar nossos artistas e artesãos.

Sem falar em Brasil como Vik Muniz, Speto, Os Gêmeos, Isolda, Farm...

Ai ai, é também coisa boa, fico doida... Falaria nomes e projetos por mais muitas páginas. Mas é isso, referência é o que torna mais forte e mais completo como potencial sem perder a essência.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Então... eu não sou uma pessoa constante, em prol de uma causa. Às vezes me acho, como posso me expressar melhor.... vamos dizer, menos preocupada com isso.

Acho sim que o preconceito existe, mas hoje somos mais capazes de transpor este fato, por tudo que já foi trilhado por grandes mulheres e pela diversidade de formas que temos para nos expressar. Somos sim o sexo forte, sem dúvidas.

Não sinto tanto no meu trabalho. Às vezes, uma pergunta ali, outra aqui, do tipo: “Foi você, menina?” Mas isso só da mais fôlego para continuar. O que incomoda, pode um dia cativar, eu penso...

marcela5
marcela4
// E o que te faz feliz?

Dias que saem como planejado. Estar na casa dos meus pais no interior. Minha casa arrumada. Meu marido satisfeito e tranquilo. Encontrar as amigas. Problemas e imprevistos acontecem, mas felicidade é poder estar sentada aqui e te escrever que esses momentos passam e volta a ficar tudo bem.

Uma roupa nova, um projeto novo. Um bordado novo...

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações ?

Lógico que sempre nos preocuparemos com a opinião do outro, afinal mais que causar um incomodo ou impacto, queremos que gostem e sintam de alguma forma afeto pelo nosso trabalho. Mas independente disso, criem. Nunca agradaremos a todos. Ser unanime é sem graça. Agrade a você mesmo antes de qualquer coisa. Estou aprendendo também. Então, mãos a obra.

marcela2
MarcelaGhirardelli34
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Por enquanto nada que irá de fato acontecer.

Sigo com os bordados autorias. As encomendas de clientes, como as famílias de bonequinhos personalizados. Pintamos na última semana, com ajuda da minha mãe e da minha irmã nosso primeiro mural. Dentro de uma igrejinha no interior. Faremos uma mini coleção de adereços para o carnaval.

Mas pode deixar que assim que tiver algo bem legal em vista vou te contar.

Obrigada demais pela oportunidade! Que amor estar neste projeto.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas