m
Maja
Wrońska
Polônia
vivendo em Varsóvia . Polônia
28 anos . arquiteta . ilustradora

Eu sou uma arquiteta polonesa e recentemente completei 28 anos. Sou formada e pós-graduada em Arquitetura pela Warsaw University of Technology. Trabalho como arquiteta com minha mãe e meu marido e já participei de inúmeros concursos de arquitetura enquanto trabalho como ilustradora freelancer. Recentemente eu quis tornar meu trabalho como arquiteta mais sério, e finalmente, após 2 meses de estudos intensivos eu passei nos exames para uma licença ilimitada de design de prédios, então agora posso dizer que sou uma arquiteta mais “madura”.

Entretanto, pintar é a minha paixão e não quero deixar de fazer isso, então também faço ilustrações por encomenda. Eu comecei a desenhar quando ainda nem segurava um lápis, provavelmente tinha 1 ano de idade. Minha mãe é arquiteta, e quando eu era criança, todos os desenhos de arquitetura eram feitos à mão. Minha mãe tinha milhões de ferramentas de desenho profissional, que eu pude usar livremente. Foi por causa dela que minhas aventuras com o desenho começaram bem cedo. Quando eu tinha 4 anos ela me deixava pintar alguns desenhos com fachadas de prédios e hoje ela mostra para alguns clientes atuais. Isso me deixa muito orgulhosa.

majawronska8
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Eu escolhi a aquarela porque normalmente é considerada uma das técnicas mais exigentes. A técnica que uso não me permite mudar a pintura. É mais difícil comparada com a tinta acrílica que você pode acrescentar uma nova camada, ou o lápis que você pode apagar. Quando eu pinto alguma coisa com a aquarela, ela permanece daquela forma. Eu estou pensando em expandir meu conjunto de ferramentas e começar a usar tinta acrílica ou ferramentas digitais, mas no momento eu passo meu tempo todo na minha mais nova inspiração, então experimentar novos materiais ficará para depois.

Eu tenho dois estojos de aquarela White Nights, que vou repondo conforme as cores vão acabando. Eu uso normalmente pincéis Renesans, mas tenho alguns Windsor & Newton que não uso com muita frequência porque prefiro “desenhar” usando aquarelas do que criar manchas. Eu uso alguns pincéis baratos nos trabalhos do dia a dia para não me preocupar ao cortar ou moldá-los de uma forma que seja mais conveniente para mim.

majawronska58
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Recentemente eu encontrei minha nova fonte de inspiração: cidades grandes e modernas. Eu me sinto tão bem criando aqueles grandes panoramas e vistas das cidades com prédios contemporâneos. É tão revigorante para mim, pois eu já estava um pouco cansada de pintar prédios históricos repetidas vezes. Eu estava procurando por algo que me deixasse genuinamente feliz com a pintura e eu encontrei isso nos panoramas das metrópoles.

Atualmente eu estou procurando intensivamente por fotos e lugares que eu possa usar de referência para minha nova série de pinturas.

majawronska49
majawronska48
// Como é o seu processo criativo?

Depende do assunto, se é algo que ainda não existe eu simplesmente desenho, se é algum lugar específico eu primeiro procuro no Google. Claro que primeiro eu preciso escolher o que vou desenhar,  entretanto se é uma encomenda pulo essa parte, e simplesmente procuro por uma foto com uma licença que permita que eu a use como referência. Eu planejo o esquema de cores em relação ao lugar e meu humor, então começo a esboçar. O esboço que eu uso sob a aquarela não é tão complicado quanto a pintura, eu pulo muitos detalhes e acrescento mais tarde desenhando com a tinta e o pincel. Eu só preciso manter a boa relação entre os elementos do desenho, usar a perspectiva adequada e é isso.

Normalmente é um esboço simples de 30 minutos para manter a proporção e lembrar de pintar todos os detalhes. Eu costumo criar o esboço com lápis 5H, então é bem leve e costuma não borrar depois que a pintura está pronta.

Então, com o esboço pronto, eu programo minha camera GoPro e gravo o processo completo (eu publico o resultado em speedpainting no YouTube) e tiro algumas fotos do processo para publicar no Instagram e Facebook. Quando o desenho está finalizado, eu digitalizo para publicar no meu Facebook, Deviantart e na loja do Society6, quando não é algo feito por encomenda, também acrescento na minha loja no BigCartel.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu não sou apenas uma aquarelista, eu também trabalho como arquiteta, então é mais fácil estar no clima para pintar quando você tem uma distração. Pintar não é minha rotina de todos os dias, apenas uma parte do meu trabalho. Quando não estou no clima para pintar, eu simplesmente faço alguma outra coisa. Eu me sinto entediada muito fácil, então eu tento fazer muitas coisas diferentes e ter muitos projetos.

majawronska47
majawronska34
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

No momento, meu projeto preferido é a série de pinturas das cidades grandes e modernas. Eu já tinha tentado fazer antes, mas estava com tantas encomendas de prédios históricos, que eu realmente não tive tempo para essa nova série.  Entretanto, eu recebi uma encomenda muito interessante para representar a vista panorâmica da cidade de Nova York. Era a vista da janela de uma senhora que trabalhava em Nova York e teve que se mudar para outra cidade, mas ela realmente gostava da vista e gostaria de tê-la em um quadro no seu novo apartamento. Foi um grande prazer pintar isso, e se tornou muito popular nas minhas redes sociais, então decidi continuar a série.

Eu também gosto da minha série de plantas tropicais, é algo diferente das pinturas de arquitetura e atualmente também estou trabalhando em um livro de colorir com meu marido, então me deseje sorte!

majawronska59
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Bom, eu não tenho certeza se eu tive um momento assim. Eu fui convidada pela rádio e televisão para falar sobre meus trabalhos. Eu escolhi apenas a entrevista na rádio porque eu estava viajando quando fui convidada para ir à TV. Porém a entrevista, na verdade, não mudou nada na minha carreira, mas foi uma experiência muito interessante para mim. Recentemente eu assinei um contrato com uma empresa de móveis internacionais enorme e minhas ilustrações serão vendidas no mundo inteiro a partir de Agosto de 2017, mas eu não posso contar mais detalhes até que esteja oficialmente no site deles.

majawronska9
majawronska3
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Normalmente eu me sinto inspirada pelos lugares e não por artistas. Eu gosto do Impressionismo, mas eu tento não seguir nenhum artista contemporâneo em particular, pois quero manter minha arte fresca.

É claro que eu sigo sites de design e arquitetura e seus perfis no Facebook e Instagram e também vou sempre ao cinema e ao teatro, assisto muitos programas de TV e videos populares para acompanhar as tendências atuais na cultura, que está diretamente relacionado com as tendências nas artes também.

majawronska5
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Na minha área de especialização, não me sinto assim. Eu não tenho absolutamente nenhuma restrição e não sou tratada pelos outros de forma diferente do que os homens que projetam arquitetura ou que pintam com aquarela.

majawronska27
majawronska20
// E o que te faz feliz?

Eu me sinto feliz quando passo um tempo com minha família e meus cachorros. Eu também fico muito feliz quando termino uma ilustração ou um projeto de arquitetura que eu gosto do resultado, de como ele ficou. Realmente gosto muito quando me sinto orgulhosa do meu trabalho, quando publico nas redes sociais e as pessoas também dizem que gostaram, é realmente motivador.

Print
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Apenas trabalhe duro e não deixe outras pessoas dizerem o que você pode ou não pode fazer.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Como já disse anteriormente, eu tenho um monte de coisas simultaneamente. A primeira é a série das metrópoles modernas, a segunda é o livro de colorir de arquitetura que estou fazendo com o meu marido (nós queremos fazer isso no verão e começar uma campanha de financiamento ou procurar por uma editora que se interesse em divulgar desenhos de arquitetura) e claro, junto de tudo isso, tenho meu trabalho de arquiteta, então posso dizer que sou uma pessoa muito ocupada no momento.

majawronska
COMPARTILHE
b
//+entrevistas