m
Luisa
Callegari
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
23 anos . artista

Sou mulher, artista, feminista e mãe. (Nem sempre nessa ordem)

Escolhi trabalhar com esse mundo criativo quando ainda era criança. Minha aula preferida na escola sempre foi a de artes, estudei em escolas que valorizavam isso e tive professoras incríveis que me cativaram muito. Mesmo durante os caminhos tortuosos, curvas sinuosas e trocas de escolas da minha adolescência mantive o interesse que cresceu cada vez mais. Não tive muitas dúvidas quando optei por cursar a faculdade de Artes Visuais.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Utilizo de tudo um pouco para produzir! De animais mortos à cola de glitter, passando por técnicas mais tradicionais como pintura e fotografia.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Eu tenho um bichinho dentro de mim que me empurra para sempre produzir. Sinto que tenho muitas coisas para dizer, que vem de dentro e do mundo. Não consigo ficar parada! Minha filha nasceu e menos de um mês depois, mesmo no meio do caos que é um recém-nascido, eu já estava bolando trabalhos e me inscrevendo para participar de exposições.

// Como é o seu processo criativo?

Meus trabalhos surgem de duas maneiras:

Tenho um livrinho onde vou anotando e desenhando novas ideias de trabalhos, que podem vir de situações cotidianas, noticias, experiências e inquietações. Já que muitas vezes não posso comprar o que preciso em lojas de materiais artísticos, vou ao centro da cidade buscar as matérias-primas para os trabalhos já pensados. Muitas vezes quando estou numa lojinha da 25 acabo comprando alguma coisa que trago para o ateliê e fico olhando até decidir o que fazer com ela.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu frequento muitas exposições de arte em museus e galerias, assisto filmes e escuto música. Gosto de descobrir novos artistas na internet e no Instagram.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Um dos meus trabalhos favoritos é o "Natureza Morta Tropical". Sinto que neste trabalho eu consegui resolver bem as questões que rondam meu universo artístico.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
Luisa Callegari por Projeto Curadoria
Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Não consigo pensar em nenhum marco importante para minha carreira.

// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Meus assuntos vêm dos lugares mais variados. Estou sempre muito atenta as noticias, conversas, situações na rua... também reservo um tempo para estudar sobre história da arte, ler blogs, trabalhos de filósofos...

De maneira mais direta, muitas das minhas referências e influências vêm do Instagram. Sigo vários perfis de artistas jovens e de blogs que me inspiram: @pinkthinkgsmag, @isabellaconnelley, @prue_stent, @ninmagazine, @maisiecousins, @junocalypso e @eduardocasanova são os principais.

Dentre as artistas mais consagradas, sou apaixonada pelo trabalho da Louise Bourgeois, Lenora de Barros, Márcia X, Virginia Woolf e Chimamanda Ngozi Adichie. (Fiz aqui um esforço para me ater só as mulheres artistas, porque para falar de artista homem tem gente de sobra.)

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

A verdade é que no mundo de hoje está difícil para qualquer um se expressar livremente. Estamos passando por um período assustador de censura e obscurantismo no Brasil. É claro que para as mulheres é ainda mais difícil. Além dos malucos de plantão de hoje, ainda tem toda a carga histórica da moral e dos bons costumes, que dita que a mulher deveria ser "bela, recatada e do lar".

Abordo muito esse assunto nos meus trabalhos.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria
Luisa Callegari por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

O sorriso banguela da minha filha, ficar abraçadinha com meu marido, uma pizza cheia de queijo, um brownie de chocolate e viajar.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Para mim é muito importante sentir que estou falando de um tema que é verdadeiramente meu. Não conseguiria fazer um trabalho sobre uma realidade que não conheço. Acho que os trabalhos podem criar uma potência muito grande se eles forem ligados de alguma maneira as vivências pessoais da artista.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Acabei de finalizar um projeto onde construí um grande painel/colcha com o carimbo dos seios de diversas mulheres. Os seios são um grande símbolo do feminino, estão diretamente relacionados à maternidade e à sexualidade. São autorizados quando requeridos para o prazer do outro, mas são banidos quando "somente" atendem aos fins da mulher que os carrega. Devem ser modelados afim de satisfazer o padrão. Devem ser escondidos para que não atentem ao pudor. São sagrado e profano.

Luisa Callegari por Projeto Curadoria

 Fotos de Léo Ramos Chaves, Lula Ricardi e Ivan Padovani

COMPARTILHE
b
//+entrevistas