m
Luda
Lima
Brasil
vivendo em Brasília . DF
32 anos . artista . ilustradora

Tenho uma frase que há algum tempo permanece na descrição do meu instagram: “Arteira meditando com um pincel em sua mão tremida” Usei o arteira como um toque divertido, sendo lúdica, que era meu nome artístico antes de virar Luda. A mão tremida diz da minha condição ainda muito ansiosa e mundana (e de fato tenho uma tremedeirinha na mão ao estar ansiosa, hihihi). Tenho muito a me trabalhar, e meu trabalho me ajuda. Me coloco pintando-meditando para transcender melhor tudo isso.

ludalima11
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Primeiramente eu rascunho muito no lápis. Adoro lápis macio, 2B até 6B, pois deslizo bem o meu traço no papel. Daí eu aquarelo, muito. Arte finalizo com mais um cadinho de nanquim e lápis grafite, também. E escaneio para digitalizar e divulgar pro mundo.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

É colocar pra fora e encarar os sentimentos, de todas as sortes. E quando ele aparece em forma de desenho, eu posso entender melhor o que se passa aqui dentro. E além de mim, outras pessoas que o vêm podem compreender alguns de seus sentimentos também. Ou estimular outros sentimentos adormecidos. Geralmente vem sentimento de esperança, de solitude, de amorosidade, de liberdade.

Me inspira a comunhão com as outras pessoas, o conhecer o que elas tem a se expressar, seja em forma de conversa, de desabafo em foto ou texto nas redes sociais, seja em filme, músicas, imagens... Me inspira mais ainda reconhecer e sentir o divino dentro de nós.

ludalima12
ludalima2
// Como é o seu processo criativo?

Depende do estado que me encontro. Tenho dois tipos de processo: O espontâneo e o encomendado. O espontâneo é quando eu tenho alguma experiência e catarse, e me vem uma imagem na minha cabeça, e quero expressa-la. Vôo para o papel e dou vida a isso.

O encomendado é quando crio as ilustrações, as encomendas, para livros, revistas, projetos, ou até retratos de pessoas. Pergunto, pesquiso, vejo referências. Às vezes dá para pular a pesquisa e referência, se estou muito inspirada ou já conheço bem o assunto (temas femininos, espiritualidade e sentimentos saem mais fluidamente).

Faço rascunhos em um A3, desenhos pequeninos pra ser mais dinâmica e acompanhar minha mente no papel. Seleciono e aperfeiçoo o melhor rascunho. Mostro para o cliente. Acerto possíveis considerações. Passo para o papel de aquarela e arte-finalizo. Escaneio, ponho pro mundo.

ludalima10
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Vida saudável e o aprofundar na consciência me expande, me deixa mais confiante, centrada, e assim, criativa. Dormir direitinho, comer bem. Conseguir fazer pausas, ler, aprender, ouvir música, orar, meditar. Compartilhar e conversar com pessoas queridas me movimenta muito para criar também.

ludalima6
ludalima3
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Agora estou muito orgulhosa com o livro infantil que ilustrei, o “Min e o Tudo De Novo”, escrito pela Liliane Oraggio, e o amado zine com a minha parcêra Mariana Carpanezzi do selo Supernova, o “Porque tudo começa do mesmo lugar” .

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Acredito na soma de fatores. Mas tem uma guinada e situações que impulsionam. Acho que além das minhas relações amorosas (acho que relações me impulsionam muito), tem dois momentos marcantes:

Ter estudado ilustração em Nova York e mudado para São Paulo, trabalhando na Editora Abril. Foram momentos que me firmaram como artista e que abriram muitas portas e oportunidades, me fez ver muito além.

ludalima8
luda
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Acho que as ilustrações de livros infantis foram grandes inspirações para minha carreira. São ilustrações muito soltas e criativas, para mexer com a mente dos pequenos. Livros da Eva Furnari, do Roger Mello, Wolf Erlbrush, Jutta Bauer são bons exemplos. E mais cedo ainda, quando era adolescente e estava aprendendo a desenhar mais, eu consumia muito mangá! Copiei muito desenho da Sailor Moon, Dr. Slump, Sakura. Os desenhos japoneses são muito expressivos e ousados, e acho que me influenciaram bastante.

ludalima8
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Lembro que era eu ou outra menina desenhando livremente na escola. Percebia uma quantidade maior de meninos desenhando. Acho que a gente já absorve um silenciamento desde cedo. E também tem muito essa questão de gênero do que é um “desenho de menina ou desenho de menino”. Sinto que tem uma influência de massa do masculino e feminino. Como se mulher desenhasse coisas fofinhas e isso fosse “menos”, e homem robôs, guerreiros e monstros. Acho importante uma desconstrução e ampliação desses temas.

Hoje em dia eu realizo mais obras com temas feministas, de libertação feminina, que demorou um tempo para eu me sentir mais a vontade pra falar. Acho que essa onda de sororidade toda tem me deixado mais livre para expressar isso sim.

ludalima5
ludalima7
// E o que te faz feliz?

Essa pergunta é difícil, é quase como “Qual o sentido da vida”, hahaha. Acho que o que me faz feliz é muito relativo e depende da época da vida. Hoje em dia é me silenciar na espiritualidade e compartilhar momentos e sentimentos com as pessoas.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações ?

Se amar, se cuidar, se aceitar, não ter medo de ser você mesma, não ter medo de se expressar. Tem várias formas de fazer isso! Eu faço muitas terapias, medito, vivencio círculo de mulheres, nado pelada em cachoeira com outras mulheres, participo de grupos do sagrado feminino, converso, leio, me informo sobre como aprofundar, ampliar no meu amor e na minha aceitação.

ludalima9
// Você tem algum novo projeto em andamento?

O que acabou de sair do forno é o BlasFêmea! Livro de poemas da poeta Marina Mara para empoderar as mulheres!

E o Selo Supernova com a Mariana Carpanezzi continua cheio de vida, e esse ano vamos cutucar vocês!

ludalima7
ludalima5
COMPARTILHE
b
//+entrevistas