m
Liz
Rowland
Reino Unido
vivendo em Melbourne . Austrália
27 anos . ilustradora

Eu sou do Reino Unido e estou morando na Austrália há pouco mais de um ano. Após passar alguns anos trabalhando em Londres, eu larguei tudo para viajar. Fui para a América do Sul e voei para Melbourne após meu namorado conseguir um trabalho aqui. No último ano tenho me dedicado a ilustração e no momento passo metade do meu tempo trabalhando no meu estúdio e a outra metade em um trabalho casual.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Uso principalmente guache. Às vezes tintas acrílicas, nanquim e também trabalho digitalmente quando necessário.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Tem sido um grande ano aprendendo e explorando. Eu redescobri o que amo fazer, não imaginava que era possível eu seguir esse caminho, mas a medida que as circunstancias se desenrolaram tive tempo de considerar isso novamente. Agora que estou aqui, me sinto muito afortunada e determinada a continuar. Tem sido uma jornada interessante. Eu me sinto inspirada por culturas, cores, pessoas, eu amo explorar o mundo e transmitir isso no meu trabalho.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Sempre que possível, eu gosto de pintar a partir do zero com pouco planejamento anterior. Eu uso fotos e velhos sketchbooks como referência. Para o trabalho comercial, produzo rascunhos, geralmente rascunhos digitais

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu não gosto muito de ficar no computador. Eu pinto todos os dias, o que normalmente me inspira para a próxima peça. Sair e conversar com as pessoas é o principal. Todo mundo tem uma história estranha para contar. Faço exercícios físicos, e fico mais produtiva e focada após me exercitar. Também saio da cidade sempre que possível.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Eu fiz uma série de pinturas baseadas nos lugares que visitei durante minhas viagens. Era simplesmente uma saída para praticar pintura e documentar algumas memórias. Através dessa série minhas habilidades e meu olhar melhoraram, minhas cores se desenvolveram. Foi como um ponto decisivo. Eles não são necessariamente meus trabalhos favoritos, mas me ensinaram muito e me impulsionaram.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Mudar para Melbourne foi um grande marco. Assim que cheguei, eu fiz alguns trabalhos temporários em escritórios e eu odiei. Eu tive que encontrar alguma outra coisa para pagar as contas bem rápido, então encontrei um trabalho casual. A posição era bastante rara, eles precisavam de alguém com seu próprio trabalho para fazer, que poderia fazê-lo em seu showroom e manter-se ocupado durante a semana tranquila. Ainda estou lá um ano depois. É uma ótima configuração que me permitiu ter tempo e dinheiro para me concentrar nas ilustração. Estou muito agradecida por isso!

Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Eu adoro os trabalhos artísticos da Ásia e Oriente Médio. David Hockney é um dos meus favoritos. O artista indiano Bhupen Khakhar, a ilustradora japonesa Miroco Machiko, a ilustradora e ceramista britânica Laura Carlin. Eu amo tudo que a Molly Martin faz também, outra ilustradora britânica. É uma grande mistura e eu tiro inspiração de tudo.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

É um assunto em alta nos últimos tempos, mas tem muitas mulheres criativas incríveis mudando as coisas e se expressando livremente. Tem todo o tipo de novas plataformas surgindo com foco em apoiar as mulheres e celebrar sua criatividade, o que faz com que seja um momento empolgante para ser uma mulher criativa. No entanto, não posso dizer que isso é algo que afete pessoalmente o meu trabalho.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
Liz Rowland por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Quando estou absorvida no que quer que seja em que eu esteja trabalhando. Quando você entra nesse local, quando se concentra em si mesma, confiante no que está fazendo e desconhece o mundo ao seu redor. Estou feliz quando estou explorando e andando e comendo e experimentando um lugar novo. E amigos e familiares, é claro. Eu vou para casa no próximo mês para passar algum tempo com minhas pessoas favoritas.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Trabalhe duro, seja boa para as pessoas. Antigas palavras de sabedoria. Não espere que alguém te descubra. Seja paciente se isso é realmente importante para você. Principalmente praticar e ter consciência de suas habilidades e caminho. Não se preocupe com o que todos estão fazendo, ou o que eles pensam.

Liz Rowland por Projeto Curadoria
Liz Rowland por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Estive trabalhando silenciosamente em um livro infantil por um tempo com um autor do Reino Unido, essa foi uma incrível curva de aprendizado. Eu também estou trabalhando em um projeto em colaboração com um fotógrafo no momento e estou ansiosa para compartilhar em breve, foi muito divertido. Estou indo para a Índia no final deste ano e tenho todos os tipos de ideias para projetos em torno disso!

COMPARTILHE
b
//+entrevistas