m
Lane
Marinho
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
33 anos . designer . artesã

Sou designer-artesã e colorista, com imensa curiosidade pelo mistério que a natureza é. Tenho fascinação pelo fazer manual, cujo objetivo maior é entrar em contato com a pura beleza do tempo-espaço do fazer.

Nasci em Salvador-Ba e vivo há 9 anos em São Paulo, num apartamento cheio de plantas e experimentos de cor.

Em setembro de 2013, comecei um projeto autoral de sandálias artesanais, ao qual me dedico até hoje juntamente com uma pequena equipe.

Comecei em 2016 um projeto de cerâmicas-adornos como forma de experimentação e também para intensificar o meu contato com matéria natural da terra.

Gosto de adornos. E meu sonho é fazer poesia com estes objetos e cores.

Desejo profundamente inspirar pessoas ao redor do mundo, ao expor a todos a beleza simples e o encontrar-se consigo mesmo no silêncio do fazer com as mãos.

lanemarinho19
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Basicamente desenho, pintura, fotografia, trabalhos em cerâmica, costuras manuais, bordados e confecção de adornos.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

A minha maior motivação para criar é estar num estado mental leve e puro. Imerso. Onde eu possa entrar nesse estado de “flow" em que o ego desaparece e me sinto uma só com o mundo.

A natureza em geral, com suas formas e cores extraordinárias me inspira completamente.

lanemarinho8
lanemarinho7
// Como é o seu processo criativo?

Meu processo criativo é bastante livre e intuitivo. Desenho bastante e anoto ideias nos meus cadernos; coleciono materiais que me causam curiosidade e aos poucos vou desenvolvendo essas ideias. Por mais que elas fiquem guardadas por alguns meses ou anos às vezes, em algum momento sinto que elas são boas ideias e que eu preciso executá-las. Nem sempre elas são as melhores ideias, então elas continuam só nos cadernos e talvez eu nunca leve elas adiante.

Mantenho esse distanciamento das ideias recém-nascidas. O que é importante para que quebrar o apego emocional que temos às ideias novas.

lanemarinho29
lanemarinho6
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu trabalho muito. Quase o tempo todo. E deixo sempre ideias anotadas para aqueles momentos em que, mesmo que não esteja muito inspirada, tenha ideias novas para testar.

E crio momentos de distanciamento do trabalho também, afim de que eu sinta saudade do fazer; afim de que o momento da criação seja sempre prazeroso e não uma obrigação. Isso eu só consigo com os hiatos, com as viagens, com o descanso e com silêncio.

lanemarinho3
lanemarinho4
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

O próximo trabalho sempre é o meu preferido. Porque me alegra muito saber que eu posso continuar. E que é um presente da vida poder me dedicar ao que eu amo fazer. É o lugar preferido em que gosto de estar e é o lugar em que me sinto completamente verdadeira.

lanemarinho5
lanemarinho30
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Sim, em 2012 eu fiz o curso Procedência e Propriedade no Rio de Janeiro, com Charles Watson. Foram 40 dias de imersão, de muitos desenhos e quase sem folga, onde eu vi de novo o lugar onde eu gosto de estar: que é nesse lugar do estado de completo envolvimento criativo. No fim dos 40 dias eu só chorava, tamanha força desse encontro de novo com meu estado criativo. Foi mágico e eu nunca mais pude voltar atrás. Nem posso! Ainda bem!

lanemarinho28
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Eu me influencio muito por formas e cores naturais. Pedras, flores, paisagens, botânica, o mar. A influência disso no meu trabalho é que eu deixo que o processo seja leve e genuíno como um florescer. Por isso tento criar essa atmosfera leve em torno de tudo.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Eu não sinto preconceito pelo fato de ser mulher. Talvez isso exista, mas eu não percebo ou, talvez, não permita que isso influencie, nem minimamente, o meu processo.

lanemarinho21
lanemarinho14
// E o que te faz feliz?

Natureza e silêncio me fazem feliz. Ouvir música também. Som e silêncio, cada um no seu tempo.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Eu acredito que cada uma deve criar espaços de silêncio para escutar melhor a própria intuição. Já sabemos o que nos faz feliz. Mas o barulho todo que a sociedade nos impõe ou que nos circunda, faz com que, momentaneamente, perdamos essa conexão com a intuição. É preciso apagar da memória de nossa alma todos os preconceitos e todos os julgamentos que nos fizeram crer desde a infância. Assim poderemos ouvir essa voz baixinha de nosso espírito, que não sabe gritar, mas que, se escutado, é de uma potência assustadoramente maravilhosa. Não há o que temer.

lanemarinho26
lanemarinho13
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Eu estou fazendo aula de cerâmica há quase 1 ano e devo apresentar, até o fim do ano, uma mostra com todos esses experimentos, unindo esses universos todos que manipulo: fotografia, sapatos e adornos.

lanemarinho11
COMPARTILHE
b
//+entrevistas