m
Kátia
Numakura
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
34 anos . designer . ilustradora

Meu nome é Kátia, sou designer, ilustradora, empreendedora e mãe solteira. Trabalhei em agências de design durante 11 anos e, apesar dos pesares (ganhar pouco, ter que fazer hora extra, ter que me matar fazendo freelas em casa para complementar a renda, etc..) eu estava confortável na minha zona de conforto, fazendo aquilo que eu sabia fazer bem. Mas aí em 2013 nasceu meu filho e isso mudou tudo. Não dava mais pra ficar trabalhando até tarde, minha prioridade era outra. Me partia o coração deixá-lo no berçário o dia inteiro e não aproveitar a infância dele. Então eu decidi que trabalharia por conta própria. Foi um longo processo de auto-conhecimento até chegar o final de 2015, quando finalmente consegui me desligar do emprego formal.

Em 2016 comecei a empreender e não foi fácil. Investi parte do meu tempo estudando e executando diversos projetos na minha área. Consegui o número de projetos ideais pra sustentar a minha empreitada. A empresa estava dando certo, mas eu sentia que faltava alguma coisa... então percebi que de todos os projetos que entravam para eu fazer, os que eu mais gostava eram justamente aqueles em que eu podia ajudar outras mulheres empreendedoras a fazerem o sonho delas dar certo também: seja fazendo a identidade visual, o site ou algum material promocional, seja compartilhando insights que eu tinha aprendido, ajudando a decorar o home-office, dando uma carinha personalizada com as minhas ilustrações, ou mesmo vendendo produtinhos que eram mimos para que elas se sentissem melhor depois de um dia estressante. Não importava muito o como eu fazia, mas nesse momento entendi o meu porquê. E o meu porquê é ajudar outras mulheres empoderarem suas vidas também.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Gosto muito de usar lápis, caneta e aquarela, apesar de quase todos os meus trabalhos serem finalizados digitalmente. Também amo fotografar, mas faço como um hobby.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Eu acredito no poder do contágio, que cada um pode – sim – influenciar positivamente a vida dos outros. Minha motivação vem disso, de espalhar mais leveza e amor para o mundo. Pegar aprendizados ou vivências que tive e transformar em ilustrações ou letterings que possam empoderar outras pessoas também. E minha inspiração vem de muitas pessoas que estão fazendo o seu melhor pra deixar uma marca mais significativa no mundo.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Eu normalmente pego o briefing com o cliente e preciso de um tempo pra tentar mergulhar nesse novo mundo que se abre. Faço muitas pesquisas, vou a lugares que o público dele vai, etc. Tento sentir o projeto antes dele nascer. Depois vem a parte de racionalizar as experiências e escolher o que pode ou não agregar. E a partir disso faço vários layouts e experimentos até chegar naquele que me dá brilho nos olhos e que eu me sinto segura pra mostrar para o cliente.

No caso de ilustrações ou letterings, os estudos são mais voltados para composição.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Dormir bastante (parece bobo, mas pra mim faz toda a diferença), fazer caminhadas ao longo do dia, ter pausas pra não fazer nada, brincar com meu filho, brincar com meus bichinhos, ler livros variados. Desenhar alguma coisa todo dia também me ajuda muito.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Eu não sei se tenho um trabalho favorito. Cada um deles me trouxe alegrias e aprendizados diferentes.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Sim, quando meu filho nasceu. Eu já queria desacelerar a vida frenética de workaholic e voltar a desenhar, mas quando o Pi nasceu... sei lá... parece que eu renasci junto. Brotou coragem pra me reinventar.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Sempre gostei muito do Quino, das tirinhas simples, mas que nos fazem refletir. Também amo as cores alegres da Clau Souza. O lado lúdico do Oliver Jeffers. A simplicidade e o humor do Simon Tofield... Também sou fã de uma porção de mulheres que estão neste projeto.

Eu gosto de coisas simples e fofinhas, então tudo isso acaba me inspirando e refletindo no que faço.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Nunca senti o preconceito de me expressar livremente. Mas acredito que isso acontece sim! No meu dia-a-dia, já senti desvalorização maior por ser mulher (pagam menos por projeto, e já teve casos em que a preferência foi ter um designer homem, sem filhos, etc).

// E o que te faz feliz?

Ser livre. Pra trabalhar com o que gosto. Pra estar com quem amo. Pra construir a história que quero contar.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Persista. Comece de onde está. Agora mesmo. Mostre pros amigos. Coloque no mundo. Eu fiquei anos (sério, anos!) sem desenhar porque achava que não estava bom (como se fosse evoluir do nada.. rs). Não divulgava por medo das críticas. Até que um dia resolvi aceitar um desafio e comecei a postar só para amigos. E então começou a rolar as primeiras encomendas. Aí tomei coragem e fui para as redes sociais, montei um site e uma loja. E hoje vivo disso. E não quero mais parar.

Kátia Numakura por Projeto Curadoria
Kátia Numakura por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Tenho um projeto pessoal que está bem no comecinho ainda. Vai ser um livro ilustrado do meu filho. Estou juntando as histórias que vou contar e quero muito que ele participe desenhando comigo (que ele adora).

Também comecei um outro projeto, mas de design, voltado a ajudar mulheres empreendedoras chamado Box12. Se quiser saber mais, dá uma olhadinha no site: www.box12.club

COMPARTILHE
b
//+entrevistas