m
Juliana
Rabelo
Brasil
vivendo em Fortaleza - CE
25 anos . ilustradora

Sou Bacharel em Design de Moda pela UFC, mas descobri cedo que não iria seguir carreira no ramo têxtil. Ainda na Universidade, descobri que era possível viver daquilo que eu fazia de melhor desde criança: desenhar.

Também na UFC, comecei a ministrar cursos de curta duração pela Bolsa Arte, e descobri também a paixão pelo ensino. Passei a ofertar cursos por conta própria e logo surgiram os convites para ministrá-los em instituições dentro e fora da cidade. Em 2013, criei um blog para compartilhar meu conhecimento sobre o universo da ilustração com o público, e ele está ativo desde então, reunindo diversas publicações incluindo processos criativos de ilustrações, tutoriais, resenhas de materiais artísticos, dicas de livros, dentre outros assuntos relacionados.

Atualmente, facilito um curso regular de aquarela no Estúdio Daniel Brandão e trabalho como ilustradora e professora freelancer, e posso dizer com orgulho que trabalho com o que amo!

comfortzone-julianarabelo-web
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Papel, aquarela, lápis de cor e, eventualmente, experimento o bordado, o tecido e as intervenções digitais.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Os acontecimentos do cotidiano e as pequenas coisas são minha maior fonte de inspiração, e acho que minha maior motivação vem de dentro, essa necessidade que a gente carrega de ‘colocar coisas pra fora’; no meu caso, canalizo quase tudo pros desenhos.

EMIEVICTOR-JULIANARABELO-01
// Como é o seu processo criativo?

Eu geralmente separo uma fatia generosa de tempo para pesquisa e para a elaboração dos primeiros rascunhos do projeto, que são as etapas mais importantes do meu trabalho. O processo de desenho é majoritariamente manual, e tudo começa em folhas avulsas, que é onde me sinto mais livre para criar. Uma vez que o desenho à lápis é aprovado, a colorização se inicia e a partir daí, fica um pouco mais divertido (ou menos “rígido”). Tudo isso acontece no meu home-office, que é o único lugar do mundo onde eu consigo trabalhar com plenitude.

fillthesegaps-julianarabelo-web
mandacaru
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Gosto muito de assistir animações, filmes, séries, perder a noção do tempo navegando no Pinterest, descobrindo artistas... Mas na maior parte dos casos, minhas ilustrações e projetos pessoais acabam nascendo de alguma experiência que eu tive na “vida real”, no contato com as pessoas, com a natureza, e tudo isso sempre é muito espontâneo e genuíno.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos?

Não sou muito apegada aos meus trabalhos, mas se fosse pra eleger um preferido, acredito que seria o “Mandacaru”. Foi a primeira ilustração que fiz após retornar de uma estadia de dois meses em uma São Paulo cinzenta e nublada, onde eu descobri o quão conectada eu sou ao sol, a essa energia solar que me faz florescer.

julianarabelo-gerbera-web
ilustrasunday90-julianarabelo
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Quando eu estava em São Paulo, fui convidada para ministrar meu workshop de aquarela na Universidade Paulista de Artes, e isso foi incrível. Saber que meu trabalho alcança pessoas além do meu lugar e, mais que isso, saber que essas pessoas depositam toda essa confiança em mim é algo valiosíssimo.

// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Sou muito fã das artistas locais, como Sabrina Eras, Nanda Kami, Malena Flores, Camila Gray, e os internacionais Chris Sanders e Iraville. O que mais absorvo de seus trabalhos está relacionado à temática e à composição.

julianarabelo-bubblegun-web
ilustracao-aquarela--juliana-rabelo-00
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

O preconceito existe e é real, basta pensar na quantidade de imagens que são denunciadas/deletadas nas redes sociais quando aparece um simples mamilo feminino. Felizmente, nunca passei por nenhum tipo de diminuição do meu trabalho nesse sentido.

// E o que te faz feliz?

Estar pertinho das minhas pessoas queridas, meus gatinhos, comer (!!!), um banho de mar, cerveja barata em barzinho derrubado, cantar até perder a voz num karaokê...

anunciação
preto-dos-teus-olhos--web
quadrinho-semana-JulianaRabelo-WEB
julianarabelo-pola-samuel-web
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Acho que é bacana a coragem de expor as produções, e mais que isso, manter-se em constante ritmo de aprendizagem. Estudar os fundamentos, não importa em que “nível” de conhecimento você esteja. Explorar áreas adjacentes ao desenho e entrar em contato também com o desconhecido, ter um equilíbrio bacana entre ‘desenhar por diversão’ e ‘desenhar por obrigação’, não se cobrar tanto (acho que isso vale pra vida, né?), não se comparar com outros artistas.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Atualmente, estou numa fase-casulo mais introspectiva de pesquisa, leitura e esporádicas experimentações. Tenho investido na escrita, nos quadrinhos e no bordado, mas nada de muito ‘concreto’ ainda em mente.

omeucoracao-julianarabelo-web
COMPARTILHE
b
//+entrevistas