m
Ju
Amora
Brasil
vivendo em São Paulo . SP
30 anos . artista

Sou atriz por formação. Desde criança sempre fui encantada com as artes e o empreender. Sou filha de comerciantes, e cresci atrás de um balcão.

Sou apaixonada pela natureza, apesar de morar em um centro urbano como São Paulo, tento buscar a natureza em todos os possíveis lugares. Ela é minha principal inspiração.

Amo música, Beatles e bandas das décadas de 60 e 70 são minha trilha mais frequente. Aprendi o gosto pelo vinil e o antigo com o meu pai.

Sou pisciana, sonhadora, grata e otimista.

Moro dentro do meu ateliê. E viver de arte é o que move minha vida.

juamora1
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Decidi me expressar utilizando um único suporte, a banqueta.

Meu desafio é criar diferentes possibilidades a partir de um objeto utilitário, propor novas formas de uso, novas formas de observar.

A partir disso, experimento diferentes materiais.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Minha maior motivação para criar é saber que minha cabeça frenética precisa que eu coloque pra fora todas as imagens que passeiam através dela.

Criar pra mim é um ato de auto salvação. É me salvar. É mostrar pro mundo o que tenho de mais honesto e bonito dentro de mim.

Me inspiro mantendo os olhos e o coração aberto.

Gosto de observar pessoas, como se vestem e se relacionam com a cidade.

A natureza e todas as suas formas e tonalidades, anos 60 e 70 com sua sonoridades, formas e cores.

Tudo me inspira, tudo mesmo. Uma conversa com alguém que vejo pela primeira vez ou simplesmente o caminhar pela cidade.

juamora9
juamora10
// Como é o seu processo criativo?

Fazer.

Eu crio fazendo.

Não tenho muitas regras. Meu processo é muito fluido e orgânico.

Me proponho a criar coisas novas de tempos em tempos.

As vezes penso em um tema e desenvolvo a partir disso, mas, sem grandes amarras, me permito mudar de ideia no meio do caminho.

Acho que faz parte do processo.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Escuto muita música.

Observo muito.

Visito livrarias e busco livros fora da minha zona de conforto.

Ou quando vou comprar materiais de arte, sempre procuro por algo que não conheço ou que não sei usar.

Medito, cuido do meu jardim, como uma comida gostosa, ando por ai.

Tudo pode se tornar um motor para a inspiração e a criatividade, só procuro me manter aberta para isso.

juamora8
juamora4
juamora33
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Amo quando me fazem encomendas especiais.

Parte do meu trabalho é , ouvir uma história e criar a partir disso.

Geralmente esses pedidos são cheios de amor.

Já ouvi histórias lindas.

Desde uma senhora carioca fã de Wood Allen com seu autógrafo guardado como um troféu, até a história de um avô que durante um ano anotou a maneira (errada) como sua netinha pronunciava algumas palavras, ao final deste ano ele me deu esta lista e me pediu para criar algo especial para ela.

Fico comovida com tantas formas de amor. E tocada por, de alguma forma, participar da histórias das pessoas.

Estes sem dúvida, são meus projetos preferidos, ouvir histórias e criar algo através de um pedido regado de tanto amor.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

A decisão de seguir em frente, o início da minha carreira foi um marco muito importante.

Em 2012 pedi demissão do meu antigo emprego , decidi que encontraria algo que desse um verdadeiro propósito na minha vida, mas, ainda não tinha clareza do que seria.

Fiquei por alguns meses pensando e sofrendo por não chegar em algo especial, algo que não estivesse sendo feito.

No final deste ano surgiu uma viagem a Europa, lá tive a oportunidade de realizar um antigo sonho. Conhecer o cemitério de Pére- Lachaise.

No dia em que visitei o lugar, já estava desistindo de tudo. Com medo e cheia de inseguranças.

Foi então que eu vi algo que mudou minha vida definitivamente. Andando pelas ruas do cemitério, visitando túmulos de mitos da história e grandes artistas, chego a um lugar especial. O túmulo do pintor italiano Amedeo Modigliani e nele havia um cartãozinho com uma foto de uma das obras dele e uma frase embaixo.

“Seu real dever é salvar seu sonho”.

Voltei para o Brasil decidida a salvar o meu sonho. E é o que tenho feito desde então.

juamora30
juamora22
juamora25
juamora29
juamora28
juamora27
juamora23
juamora32
juamora19
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Picasso, Yves Klein, Modigliani, Federico Fellini, John Lennon, George Harrison…

Tantos artistas… Eles me influenciam pela maneira como lidavam com a sua arte, a forma como produziam, o que representam. Olhar pra eles, só motiva e me inspira, é o maior combustível do meu trabalho.

juamora17
juamora35
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sim, infelizmente.

Acho que as pessoas sempre esperam algo quando uma mulher se expressa. Sempre criam expectativas sobre como devemos nos expressar.

E assim que acontece essa expressão somos imediatamente rotuladas.

Sem dúvidas, isso de alguma maneira, acontece com meu trabalho também.

As pessoas vão te enquadrando dentro desta expectativa que elas projetam.

Nosso trabalho como artista é ter coragem para sair do quadrado em que fomos rotuladas.

Minhas busca é essa coragem e capacidade de ir além do esperado.

// E o que te faz feliz?

Viver.

Pequenas coisas na vida.

A arte, a natureza os animais...

Sou feliz demais em ter a possibilidade de viver fazendo o que amo.

Por todos os encontros que a vida me proporciona.

juamora12
juamora38
juamora11
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações ?

Se assumirem.

Como mulheres, como seres humanos, como cidadãs.

Mostrar sua verdade, independente de rótulos pré estabelecidos.

Acreditar e ter coragem.

juamora36
juamora2
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Tenho um novo projeto.

Um estúdio de criação , que me dá total independência de criar, sem grandes compromissos. Livre e espontâneo, com projetos de curta duração.

Com permissão de fazer o que quiser.

Um alter ego do Ju Amora, o projeto chama Garota Silvestre e será lançado oficialmente em março.

juamora6
COMPARTILHE
b
//+entrevistas