m
Jade
Marra
Brasil
vivendo em Belo Horizonte . MG
25 anos . artista

Não acredito em talento. Para mim, talento é apenas um conceito criado para colocar artistas em um pedestal que não deveria existir.

Acredito que sensibilidade e percepção, assim como capacidade de materialização de uma ideia, são habilidades que se desenvolvem de acordo com o tempo que você dedica à elas.

Jade Marra por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Depende do projeto em vigor, mas normalmente me expresso através da pintura.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Eu tenho necessidade de criar para me sentir bem. Para mim funciona na mesma lógica de “praticar exercícios regularmente” ou “ter uma alimentação balanceada”. Mas a criação no meu trabalho se dá à partir do momento em que eu associo esse impulso interno à temas que me movem, como por exemplo questões sociais associadas à mulher.

Jade Marra por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Apesar de materialmente apenas a pintura se fazer visível como resultado final, meu processo surge à partir de reflexões que motivam um processo prático envolvendo o corpo, a fotografia, o desenho e finalmente a pintura.

Minha produção se dá à partir de séries, que é a forma que melhor consigo sistematizar conceitualmente e esteticamente meus trabalhos e explorar temas específicos até esgotá-los.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Ando com um caderno onde anoto qualquer ideia que tenho. Mesmo que eu não venha a dar continuidade a essa ideia, a presença do caderno me faz estar atenta ao potencial artístico das coisas no dia-a-dia.

Também sempre visito exposições e procuro estar em contato com o trabalho de outros artistas através da internet.

Jade Marra por Projeto Curadoria
Jade Marra por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

A Série “Toque”, que considero como sendo meu primeiro trabalho autoral e também o tema da minha primeira exposição individual, por ter sido feita em um momento muito específico da minha vida e por ter uma carga afetiva muito grande.

// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Minha primeira exposição individual que aconteceu no início desse ano foi, além de um passo muito importante na minha trajetória profissional, um momento de receber um retorno muito positivo do movimento que meu trabalho tem causado no meu entorno.

Jade Marra por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

A presença do corpo como elemento de força nos trabalhos da Francesca Woodman, Ana Mendieta e Pina Bausch é algo que muito me encanta.  

Na pintura são muitos nomes, mas acho que o que mais mexe comigo no momento é o Emilio Vilalba.

Jade Marra por Projeto Curadoria
Jade Marra por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Acho que mulheres são constantemente podadas em suas formas de expressão e de estarem no mundo, mesmo que de formas sutis.

Ao longo da minha trajetória de trabalho, dei alguns passos de coragem ao romper com a voz que ecoava na minha cabeça dizendo que certos projetos que eu queria realizar não estariam adequados ao meu contexto ou às expectativas da minha família. Esse movimento de ruptura é diário e nunca me arrependi de seguir o que me motivava verdadeiramente.

A arte é um espaço que acolhe a provocação e a quebra de paradigmas, por isso é uma ferramenta importantíssima para a transformação social.

Jade Marra por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Criar e compartilhar. Não só na arte. Um dos momentos de maior felicidade para mim é, por exemplo, quando eu e minha namorada cozinhamos receitas que nós mesmas inventamos.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Mantenha-se obsessivamente ativa na sua criação.

Jade Marra por Projeto Curadoria
Jade Marra por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Estou iniciando meu projeto de conclusão da minha graduação em Artes Plásticas e estou muito animada com ele. É um projeto que envolve elementos para além da pintura e conceitualmente amarra toda a minha produção dos últimos anos. Esse trabalho provavelmente será exposto em novembro na Galeria da Escola Guignard e também pretendo incorporá-lo à uma exposição maior em diálogo com os outros trabalhos que já venho desenvolvendo.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas