m
Giselle
Quinto
Brasil
vivendo em Amsterdã . Holanda
28 anos . ilustradora . bordadeira

Eu comecei a bordar após comprar um kit de bordado para iniciantes, nesse kit tinha linhas,bastidor, tecido, papel carbono, agulha e um zine da Flávia Lhacer que ensinava pontos básicos de uma maneira bem divertida. Foi daí que meu interesse no bordado começou. Passei a assistir vídeos no Youtube do Sublime Stitching e foi assim que me animei para começar a bordar. Isso foi há quase 5 anos e tudo mudou dentro de mim. Eu posso dizer que o bordado me curou. Eu estava vindo de uma fase pós-gravidez muito solitária e triste. Sempre desenhei mas não via na ilustração um caminho que me representasse. O bordado foi pra mim uma extensão do meu desenho, como uma coisa só. Ali eu me encontrei.

gisellequinto20
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Lápis, papel, linhas, tecido, agulha e aquarela.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Manter o bordado vivo, inspirar pessoas a bordar, me conectar com essas pessoas. Minha maior inspiração são as mulheres. Tentar representá-las de todas as formas possíveis e sentir essa força nascendo.

gisellequinto19
// Como é o seu processo criativo?

Eu tento desenhar todos os dias, isso é imprescindível para o resultado que espero. A prática nos faz melhor. Gosto de ter uma rotina de trabalho. Faço um chazinho e vou desenhar logo de manhã. Gosto de produzir sempre durante o dia.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu me inspiro em tudo ao meu redor, seja numa graphic novel, num filme ou numa música.

Gosto de pesquisar tags de bordado, no Instagram, no Tumblr,  e ver o que as pessoas estão produzindo. É muito estimulante!

gisellequinto15
gisellequinto10
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

O projeto mais importante foi a exposição O FEMININO que fiz em São Paulo. Dei uma oficina e conheci pessoas maravilhosas que passei a manter contato depois disso.

Recebi muito carinho e fiquei muito emocionada de saber que tem pessoas que me acompanham e torcem por mim.

gisellequinto9
gisellequinto5
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Foi quando me aceitei como artista. Eu entendi que minha arte está dentro de mim e que ela vai sair de alguma forma. Não preciso seguir padrões ou agradar aos outros, eu só tenho que ser fiel a mim. Passei a respeitar meu tempo e só quem faz algo manual sabe o quanto isso é importante.

gisellequinto16
gisellequinto8
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Gosto muito da Meghan Willis, do Tsuru Bride. Todo seu processo criativo da foto ao bordado é muito inspirador. Tento trazer toda feminilidade que sinto em seus trabalhos para o meu. Vejo no feminino um caminho enriquecedor e desafiador pra mim.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Felizmente no meu trabalho sempre pude ser eu mesma. Mas penso todo tempo nas mulheres que não tem isso. Fiz uma série chamada BOSS OF ME com essa idéia forte de liberdade na minha cabeça.

// E o que te faz feliz?

Uma macarronada de domingo feita pelo meu marido junto da minha filha, ouvindo A Praiera do Chico Science.

gisellequinto4
gisellequinto11
gisellequinto14
gisellequinto1
giselle3
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Explorem novas técnicas, eu me encontrei no bordado mas não me sinto presa a ele. Tenho paixão por todo tipo de manualidade, como tricô, crochê, macramê e por aí vai. E sei que a cada dia vou me alimentar mais dessa fonte.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Estou muito animada com minha lojinha que montei há 2 meses no esty e vou continuar produzindo muito. Esse ano quero fazer uma exposição com artistas do bordado. Ainda não tem data mas é um plano próximo que estou estudando.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas