m
Cyla
Costa
Brasil
vivendo em Curitiba . PR
34 anos . ilustradora . letrista

Eu sou designer gráfica de formação, pela UFPR em Curitiba, onde moro e trabalho no meu estúdio próprio. Depois de formada, fui atrás de outras formas de expressão que me possibilitassem fazer trabalhos mais soltos e manuais, por isso fui buscar a ilustração, que estudei em um master em Barcelona, em 2007. Durante esse período espanhol, comecei a ter grande interesse na área de tipografia e desenho de letras, e então entrei em contato com o lettering.

Pra mim, é o melhor de dois mundos: ilustração + desenho de letras, e é nessa interseção que tenho meu trabalho.

CylaCosta17
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

As ferramentas não me importam muito, desde que a expressão possa ser feita de forma bem pessoal. Gosto de varias técnicas e ferramentas, pra não ficar muito limitada. Em geral, meu instumento de trabalho favorito é o lápis. Lápis e papel, bem simples. Tudo pode surgir dessa base. Gosto muito também de trabalhar com tinta, guache, aquarela, acrílica, nanquim, giz, caneta Posca.

Adoro explorar formas e contrastes com ferramentas caligráficas como diferentes penas, parallel pens e brush pens. Às vezes gosto de desenhar em tecido, normalmente de jeito mais solto, sem muita preocupação com a estética ou perfeccionismo. Ultimamente tenho me divertido com letterings no Ipad Pro usando o Procreate.

Essa semana comecei a bordar, usando essa técnica como forma de desenho e expressão. Quanto maior o escopo, melhor!

CylaCosta20
CylaCosta19
CylaCosta18
// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Olha, depende muito do meu rolê do momento, mas acho que a inspiração de tudo (por mais boba que possa parecer esse resposta haha) vem do amor. Seja das formas mais óbvias como pessoas que se ama e pessoas que inspiram, como também amor por filmes, livros, pela cidade, montanha, cachoeira. Meditar também é puro ouro. Acho que a motivação pra tudo na vida vem daí, inclusive pra trabalho.

Falando de forma mais específica, uma motivação profissional grande é sempre explorar coisas novas e me desenvolver cada vez mais como artista visual. O ritmo varia de ano pra ano, mas me motiva e inspira muito sentir que estou sempre em movimento.

CylaCosta22
CylaCosta9
// Como é o seu processo criativo?

É meio caótico, rs. Na verdade não tenho muito método pra nada quando falo de criação. Depende muito do processo e das inspirações do momento. Mas uma coisa é comum em todos os caminhos: tudo começa à mão, com lápis e papel. Minha mão com um lápis é a extensão mais direta que consigo ter do meu pensamento / sentimento. Às vezes a tinta direto na superfície também é legal, porque abre mais espaço pra surpresas. Quando estou fazendo um projeto pessoal, esses caminhos são ainda mais abertos. Nos profissonais, o processo varia conforme as necessidades do projeto e, principalmente, de tempo.

// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Vario de atividades, acho isso bem importante. Eu amo estar no meu estúdio e fazer o que faço, mas se eu ficar o dia todo desenhando letras não consigo ter perspectiva sobre meu próprio trabalho. Por isso, leio e vou muito ao cinema, saio com meus amigos e procuro ter uma vida mais hedonista, que permita espaço pra coisas novas acontecerem.

Agora, falando de desenho, pra me manter criativa faço projetos pessoais, como o Weekly Woody e os murais com o Criatipos. Acho fundamental sair do comercial pra se encontrar.

CylaCosta7
CylaCosta27
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Meu preferido é um projeto pessoal que já rola faz dois anos: o Weekly Woody.

Eu sou super cinéfila e me identifico bastante com o jeito que o Woody Allen tem de tratar de assuntos tão sérios e profundos de forma leve e bem humorada. Sempre vi seus filmes. Então, no final de 2014, coloquei esse projeto em prática: eu assisto cada filme que ele dirigiu (em ordem cronológica) e faço um poster em lettering com o conceito do filme. Como é pessoal e não tenho nenhuma amarra, eu tenho grande prazer em explorar técnicas e linguagens bem diferentes entre si.

Posso dizer que é o que mais gostei de fazer em lettering desde que comecei a desenhar letras. No ano passado, resolvi dar um tempo no projeto pra arejar a criação, e produzi posters em serigrafia, risografia e fine art, que vão estar em breve na loja do meu site à venda.

CylaCosta28
CylaCosta25
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Ulalá, acho que não consigo pensar em um marco só, mas em alguns.

Quando fui pra Espanha estudar foi um marco, sobre buscar o caminho próprio. Quando voltei, não quis mais trabalhar pros outros e comecei uma vida profissional autônoma, foi outro marco em relação à liberdade. Quando comecei a adentrar com mais afinco no mundo do lettering e me achar nessa linguagem foi outro marco. Quando me juntei com queridos amigos e formamos o Criatipos, que já veio cheio de desafios e coisas novas, foi também um grande marco.

Quando passei o ano em NYC, em 2014, abandonando por ora projetos comerciais e focando em estudo e projetos pessoais, foi um marco enorme. Consigo ver várias bandeirinhas na minha trajetória profissional, cada uma com sua cor e importância.

CylaCosta30
CylaCosta26
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Minhas influências artísticas são super variadas, pois não gosto de ficar só no meu nicho pra buscar inspiração. Mas claro que tem pessoas que admiro muito dentro do mundo do type e lettering, assim como o Herb Lubalin, Ken Barber, Jessica Hische, Gemma O’Brien, Nim Ben Reuven, Louise Fili e tantos outros. Como amo cinema, além do Woody, muitos diretores como Kubrick, Fellini, os Coen, Scorsese, os Copollas pai e filha, Polanski, Miranda July, Paul Thomas Anderson, Kurosawa, entre muitos outros. Na música, Bowie e Beatles sempre presentes, além de muitas bandas e músicos contemporâneos que descubro a cada dia. Na literatura, Salinger, Paul Auster, Philip Roth, Cortázar, são só alguns nomes entre muitos que me influenciam. Acho que todas essas pessoas e muitas outras que descubro diariamente me influenciam numa camada meio profunda da criação, não de forma óbvia. Mas definitivamente, tá tudo ali no meu repertório, e ele fala alto na hora que vou criar.

// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Com certeza existe. Mas acho que também existem precoceitos pros homens, embora de forma diferente. Como a mulher foi historicamente colocada num papel de passividade, com a imagem da pureza e delicadeza, sempre choca um pouco quando ela sai disso de forma mais veemente.

Lembro quando publiquei o poster do Weekly Woody “Everything you always wanted to know about sex but was afraid to ask” e algumas pessoas ficaram tipo “uou, isso é mesmo um arabesco feito de pepecas e pintos gozando!?” Então, é. Tento me divertir e abrir a discussão sempre que possível.

CylaCosta29
CylaCosta11
// E o que te faz feliz?

Sentir que a vida está em constante movimento e cheia de surpresas e aventuras, sejam elas físicas ou emocionais. Pra mim, o tédio é a morte. O novo é felicidade, mesmo que ele se encontre nas mesmas coisas de sempre, e isso acho super possível. Viajar é felicidade. Se relacionar e trocar coisas incríveis com outras pessoas é felicidade. Ler, conversar, ver filmes, tomar chá e vinho verde é felicidade. Auto conhecimento também, embora seja um caminho difícil, me traz grande felicidade.

CylaCosta12
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Acho que os processos de criação são super pessoais, portanto minha dica seria mesmo perceber onde tá o teu amor e teu desejo e seguir esse caminho. Pela minha experiência, vejo que tem uns momentos na vida em que a gente está só caminhando de forma randômica, e tudo bem, isso acontece e também pode ser produtivo. Mas também tem alguns momentos de clareza, e acho legal aproveitar esses momentos pra definir uns objetivos, o que ajuda bastante a manter o foco. Conhecer a si mesma, se dedicar ao seu crescimento pessoal, se empoderar e criar!

CylaCosta10
CylaCosta21
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Eu e minha grande amiga e parceira de trabalho Cristina Pagnoncelli estamos com um projeto em vista super legal: uma série de 6 murais feministas em Curitiba, onde moramos. A ideia é pintar esses murais a cada bimestre, com frases de escritoras feministas que despertem coisas importantes e maravilhosas para mulheres e homens que passem por ali. Nosso plano é fazer esses murais nas canaletas de ônibus, por ser um local super visto por milhares de pessoas por dia. Já começamos a articular isso com a prefeitura e vamos pintar o primeiro em fevereiro. Esse projeto me anima muito, é sobre combater o bom combate.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas