X FECHAR
RESPONDA NOSSA PESQUISA E PARTICIPE DO
MAPEAMENTO DE PERFIL DE
MULHERES CRIATIVAS BRASILEIRAS
DO PROJETO CURADORIA
//PARTICIPAR//
*O resultado será divulgado em forma de infográfico neste site
m
Claudia
Gorena
Bolívia
vivendo em La Paz . Bolívia
30 anos . designer . ilustradora

Sou Claudia Gorena, sou ilustradora e designer e sou boliviana.

Sou formada como Técnico de Diseño Gráfico com estudos em Desenho pela Academia Nacional de Bellas Artes e também completei estudos em História da Arte Moderna e Contemporânea com a Institución Visión Cultural.

Depois que me formei em Direito pela Universidad Mayor de San Andrés decidi seguir minha verdadeira paixão pela arte e entrar no mundo do Design Gráfico. Atualmente trabalho como docente, paralelamente sou ilustradora e designer freelancer.

Participei de várias exposições internacionais na Rússia, México, Itália e Ucrânia.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Depende do trabalho, utilizo o material que sinto que se adapta melhor ao projeto, entre os meus materiais favoritos estão a guache, a aquarela e meu amado tablet.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Meu trabalho tem duas fontes: o feminino e sua relação com a natureza e o mundo infantil com sua simplicidade e sinceridade.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Trabalho em duas áreas diferentes, a primeira é o design gráfico, onde o processo criativo é manejado da seguinte maneira:

- Entrevista com o cliente para entender a necessidade do cliente.

- Leitura do breafing da empresa contratante

- Realizar una compilação de informações visuais, uma espécie de pesquisa de como o mercado na área do contratante se expressa visualmente.

- Planejamento de ideias utilizando diagramas de palavras.

- Realizar os primeiros esboços.

- Analisar as cores com que vou trabalhar.

- Adapto os esboços ao computador.

- Descanso porque necessito distanciar-me do projeto para não cair na saturação visual e perder o senso crítico.

- Faço uma última leitura do projeto e me sentindo segura de que tudo está perfeito, faço os encaixes, exportação dos arquivos e está pronto para enviar ao cliente!

 

O processo para ilustração é assim:

- Primeiros rascunhos, penso que o recomendável é fazer duas ou três variações dos personagens e desenhá-los em diversas posições.

- Estudo de ambientes que se ajustem ao personagem.

- Neste ponto é importante que eu me sinta a vontade com o que me rodeia, boa música (tento escutar músicas que eu imagino que o personagem que estou criando escutaria), café (para não distrair) e durante o processo sair das redes sociais.

- Escolher a gama de cores da qual se deve selecionar a palheta com que vou trabalhar, recomendo criar uma folha branca e começar a pintar quadrinhos com as cores selecionadas para ter uma ideia de como a imagem ficará no final.

- Criar um arquivo de texturas que será utilizado no projeto.

- Recomendo trabalhar de forma ordenada, primeiro fazer todos os esboços, depois as cores, adaptações de texturas e por último os ajustes de cor.

- Descanso visual.

- Retomar o projeto e fazer as últimas correções.

 

Dica para ilustração e design gráfico:

- Anotar alguns gostos ou gestos (características particulares que pode ter a empresa ou o cliente) está informação poderá te ajudar no momento de fazer a conexão entre o cliente e o produto.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Observo todo o tempo, observar o exterior me ajuda a nutrir conceitualmente, ver arte, ler história da arte, enfim... livros, música, filmes, natureza e animais.

Observo tudo que está a minha volta. Ás vezes até mesmo ver algo inanimado pode me inspirar para um personagem, uma textura, uma ideia global importante para o projeto...

Observo meu mundo, a auto observação me permite entender porque utilizo uma cor ou uma forma.

Passar um tempo sozinha também é vital para retomar o trabalho criativo.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Meu trabalho favorito é Toto, pajaro azul. É um conto que fiz que utiliza a pedagogia Waldorf, uma história para crianças de 4 a 6 anos, um Picture Book, feito com guache. O personagem principal foi inspirado em meu irmão que chamamos de Toto.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Um cartaz que produzi em 2014 contra a violência infantil que foi selecionado por "Escucha mi voz, México", o cartaz participou de várias exposições pela América Latina. Foi importante para minha carreira porque eu estava começando com ilustração digital e me arrisquei em publicar uma peca criada por mim, foi um conflito emocional, tive inseguranças e foi a partir desse cartaz que decidi qual seria minha área dentro do desenho gráfico e também comecei a entender que cada um tem um processo e todos devem buscar estímulos todo o tempo.

// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Esta é a pergunta que todo apaixonado por história da arte teme responder… Sem dúvidas Henri J. Rousseau, de alguma forma todos os ilustradores lhe devemos algo. Edvard Munch, a escola de Expressionismo alemão, Kandinsky, a escola de desenho Bauhaus, dadaísmo, Chagall, Magritte, Edward Hopper, Rothko, Ana Mendieta, Steinberg, Margaret Killgallen, Stefan Sagmeinster, Isidro Ferrer e de um modo especial Woody Allen.

Somos a soma de tudo do que aprendemos, só que com uma diferente voz que podemos modular a medida que passa o tempo.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sei que existe o preconceito que se expressa em diferentes esferas de nossas vidas, como o acesso a educação, trabalho, equidade salarial entre homens e mulheres, a expressão sem dúvidas também é uma das afetadas, mas também vejo muitas companheiras de trabalho sem medo de expressar-se e está surgindo um movimento underground que está cada vez mais intenso.

Eu sinto que posso me expressar como mulher através de meu trabalho, mas isso de modo virtual que é um lugar cômodo e fora de “perigo”, não sei se me sentiria segura de expor meu trabalho frente a frente a reação pública. De alguma forma todas nós ainda estamos em perigo, na Bolívia seguem aparecendo novas vítimas de feminicídio, estupros e tráfico de pessoas.

// E o que te faz feliz?

Dar me ao luxo de enlouquecer um pouco a cada dia.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
Claudia Gorena por Projeto Curadoria
// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

O estudo é fundamental para qualquer tarefa criativa, se a pessoa tem uma rotina de estudos tem novas ideias de produção, é como ampliar os horizontes para novos mundos e caminhos.

Adequar-se as mudanças, é difícil mas só no começo, uma vez que se deixa o medo, aparecem outras formas de expressão.

// Você tem algum novo projeto em andamento?

Agora estou pronta para começar um novo rumo em minha carreira, gosto muito de ilustração e quero começar um novo empreendimento de confecção de roupas e ilustração. Peças exclusivas para todas as mulheres e todos os corpos.

Claudia Gorena por Projeto Curadoria
COMPARTILHE
b
//+entrevistas