m
Camila
Picheco
Brasil
vivendo em Montreal . Canadá
31 anos . ilustradora

Meu nome é Camila Picheco, me formei em Artes Visuais na PUC Campinas em 2008. Sou de Campinas-SP e moro desde 2011 em Montreal, Canadá. Minha paixão é a ilustração, amo retratar momentos, pessoas e objetos que façam sorrir, que tragam uma sensação prazeirosa tanto à mim quanto às pessoas que gostam do meu trabalho, gosto de me expressar especialmente pelas cores mais do que pelo traço.

camilapicheco6
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Uso principalmente a aquarela, gosto muito da tinta acrílica também mas desde 2014 estou pintando mais com aquarela. Acho que a aquarela traz uma sofisticação vintage ao trabalho, seja ele para uma revista masculina ou um livro infantil. Amo também a praticidade da tinta, seja na praia ou no metrô, se você tiver uma palheta, caderno e pincel é só começar à pintar. É uma técnica muito espontânea, como eu não sou perfeccionista me dou muito bem com ela, a gente tem que confiar nas suas manchas e não se frustar, é como um animal selvagem, ela sente o seu medo, hehe...

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

O que me inspira é a sensação de ter algo criado por mim, é o poder de reinventar uma imagem, é como se eu pudesse dar uma nova vida para uma memória , viver algo que ainda não aconteceu ou me apropriasse de um objeto. Gosto muito também de desenhar pessoas, na minha série de Street Style a ideia principal não é apenas fazer algo exatamente à vida real mas sim de colocar em evidência o que nos cativa, fazendo a imagem ficar mais interessante com as cores das tintas e as texturas do papel.

No processo eu coloco a minha visão. Não é só retratar o que a pessoa está vestindo, a vestimenta é muito importante, mas é apenas uma parte que compõe aquele personagem, e eles viram quase que como meus amigos.

camilapicheco22
camilapicheco11
// Como é o seu processo criativo?

Depende muito do projeto... no meu projeto pessoal Watercolor Architeture eu fotografo alguns dos prédios que vejo passando na rua, e escolho qual imagem fica melhor para a referência, a luz também me chama muito atenção, apesar de não ser muito boa fotógrafa. Se não, busco a imagem no Pinterest e Instagram. Senti a necessidade de retratar a cidade que eu vivo, Montreal, e que sou completamente apaixonada.

Em relação à projetos pessoais gosto de fazer séries e temas e seguir uma linha concisa e constante, sem ter que pensar muito... gosto mesmo é de pintar.

O livro infantil que eu trabalhei, no meu processo tentei da melhor forma possível executar a visão da autora adicionando meu toque pessoal, ela me mandava a descrição da página “Vanessa e suas amiguinhas estão jogando bola” eu buscava várias referências de campo de futebol, cone, chuteira, crianças jogando bola e fazia uma composição e um rascunho com as referências, depois de aprovado eu pintava com aquarela e montava no photoshop a cena, muitas modificações e ajustes, mas acho que esse é o meu papel como ilustradora, é fazer uma imagem com todo o amor e dedicação como se fosse meu mas não me apegar, e lembrar que isso é um trabalho e que eu recebo por isso, esse trabalho foi muito importante pra pegar o hábito de desenhar e pintar todo dia, foram 45 páginas ilustradas.

camilapicheco2
camilapicheco7
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Tenho tentado evitar me perder nas redes sociais e procrastinar, a criatividade nunca vem quando eu estou distraída então tento me focar no que eu preciso fazer, fecho o laptop e abro o sketchbook, daí depois pulo pro Pinterest para buscar as referências. Claro que também estar atualizada e observar o que é tendência é importante, mas não ouvir tantas vozes pra não se confundir, seja na internet ou na vida real e focar na sua própria voz.

// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Eu amei fazer o livro "Vanessa and her pink and purple soccer ball", a história é uma autobiografia super simples mas foi escrita com tanto amor como um presente de filha pra mãe.

Amo também ilustrar pra revistas, é maravilhoso e super gratificante ver meu trabalho aplicado seja pra ajudar a contar uma história ou adicionar valor e interesse à um produto.

camilapicheco19
camilapicheco18
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Muitos... minha carreira teve muitos altos e baixos mas o que mais me marcou: ouvir os podcasts do Bob Chiu, ler o livro "Think and Grow Rich", esses abriram a minha cabeça pra que se eu quisesse fazer alguma coisa da minha carreira de arte eu teria que me dedicar de verdade... fazer cursos livres e o mais importante deles: pedir demissão do meu ótimo emprego de TI pra vir pro Canadá.

camilapicheco17
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Em 2010, eu descobri o trabalho da Alexandra Compain-Tissier e isso transformou o meu estilo... Eu me apaixonei pela aparência vintage e elegante da aquarela realista. Admiro o trabalho de JC Leyendecker, Chidy Wayne, Fernando Vicente, Holly Exley, amo o trabalho da Fernanda Guedes e Sabrina Eras (com quem estudei aquarela em 2015 e aprendi de verdade). Uma artista que foi muito importante pra minha carreira é a Malipi, Mariana Valente, ela era minha amiga na faculdade e me inspirou muito à crescer e me profissionalizar como artista.

camilapicheco3
camilapicheco1
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Sim, sim, acho que nós mulheres ainda hoje não temos tanto incentivo como os homens, a estudar e a se especializar. Já sofri assédio de um colega artista, especialmente por ilustrações eróticas, foi algo muito chato... Uma senhora canadense de seus 70 anos, ex dona de uma galeria uma vez me disse que meu trabalho tem uma sexualidade e sensualidade muito reprimida, isso me chocou de certa forma, acho que foi uma das melhores críticas que eu recebi, mas não sinto mais vontade de fazer nada erótico ultimamente, apenas pra mim mesma.

// E o que te faz feliz?

Correr atrás dos meus sonhos, por mais piegas que isso possa soar, viver numa cidade onde eu me sinta segura e sem pressões sociais pra ser o que os outros querem que eu seja, sentir que eu tenho um futuro e me desafiar à crescer tanto na carreira quanto como pessoa.

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Tenha um objetivo, seja ele qual for e se organize para conquistá-lo, tudo é possível na vida mas pra gente fazer qualquer coisa na vida primeiro a gente precisa saber o que é que a gente quer fazer. Decisão, determinação e disciplina e ouça sempre o seu coração, faça porque te faz feliz não porque alguém falou que é legal. Nunca se sinta menos que ninguém, por ser mulher, por ter menos estudo, por ser de uma família ou de um país pobre, mas também seja humilde pra aceitar que não é melhor que ninguém.

camilapicheco21
camilapicheco16
// Você tem algum novo projeto em andamento?

Ano passado comecei à dar aula de pintura, tenho aprendido tanto quanto ensinado, confiança na minha fala e no meu trabalho especialmente.

Quero seguir ilustrando pra clientes do mundo todo, estudando e ensinando, quem sabe mesmo em outros países.

COMPARTILHE
b
//+entrevistas