m
Alice
Quaresma
Brasil
vivendo em New York . EUA
32 anos . artista

Sou artista plástica Brasileira morando fora do Brasil há 14 anos. Adoro fazer esportes. Sempre quis ser artista plástica e saí do Brasil com 18 anos para ir atrás do meu sonho. Adoro ler biografias e me encanto com a trajetória de vida das pessoas, adoro ouvir histórias e acredito que todos nós temos algo para contar e ensinar. Cada trajetória de vida é única. Meus amigos do coração são pessoas que admiro. Prezo muito a amizade e a minha família.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Quais ferramentas você utiliza para se expressar?

Eu uso a fotografia e a pintura.

// Qual sua maior motivação para criar? O que te inspira?

Minha maior motivação para criar é inspirar outras pessoas. Poder contar minha história. Trazer uma imagem lúdica para o espaço gerando um momento pleno de contemplação. Eu uso a combinação de cores, formas e texturas para criar imagens subjetivas, que extingam a imaginação do expectador.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Como é o seu processo criativo?

Eu pinto, colo e costuro sobre imagens fotográficas do meu arquivo de imagens que venho registrando e arquivando ao longo dos 14 anos que moro fora do Brasil.

Eu gosto de fotografar em todos os lugares que eu passo. Pois gosto de fotografar com um olhar espontâneo e menos descritivo. Acredito no impacto do primeiro registro quando chego em lugar novo.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// O que você faz no seu dia a dia para se manter criativa?

Eu adoro fazer esportes. É o momento do dia que eu dedico para mim! Respeito o tempo do meu trabalho e processo criativo então desconectar do meu trabalho por algumas horas no dia é necessário para evolução da minha prática.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Quais os seus trabalhos ou projetos preferidos? Qual o motivo?

Eu tenho dois projetos marcantes até o momento: um foi o projeto “Raízes” que produzi durante um programa de residência que fiz no Rio de janeiro em 2013, foi a primeira vez que produzi uma série no Brasil.

O segundo projeto que me marcou bastante foi um projeto que fiz para minha primeira exposição individual em São Paulo chamado “Além” em 2015. Durante a produção dessa série, passei por um problema pessoal e a primeira decisão que eu tomei foi não deixar de fazer a minha exposição e de produzir a série. Então me dei por inteiro para esse trabalho. A experiência foi muito forte, e prometi para mim que ia ser uma experiência feliz, muito positiva e com verdade. E tive um resultado e uma aceitação incrível com o meu projeto “Além”. Saiu uma matéria de meia página na folha de São Paulo e o público na abertura foi incrível. Até hoje eu olho para essas obras e me identifico com cada uma delas. As obras são leves, alegres e com dualidades entre forma e imagem, representando muito o que sou e como vejo a vida.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Você teve algum marco importante na sua carreira ou um momento decisivo? Como isso influenciou sua trajetória?

Um dos momentos especiais na minha carreira, até o momento, que abriu portas para o meu trabalho, foi ter sido reconhecida com umas das melhoras artistas jovens trabalhando com fotografia no mundo. Recebi o prêmio da Foam em Amsterdam em 2014. O nome do prêmio é Foam Talent, este prêmio seleciona, todo ano, 20 artistas jovens do mundo todo e é contemplado pelo Museu de Fotografia de Amsterdam.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Quais são suas influências, inspirações ou artistas preferidos? Como isso se reflete no seu trabalho?

Algumas das minhas influências é o trabalho do artista plástico americano Cy Towmbly, como também os artistas plásticos Hélio Oiticica e Lygia Clark. O trabalho de Hélio Oiticica e Lygia Clark são muito importantes para minha formação de artista e também no presente momento, onde minhas marcas geométricas sobre a fotografia ou sobre o tecido veem de uma releitura do movimento neo-concretista que aconteceu no Brasil no final da década de 50 e início da década de 60 onde Hélio e Lygia foram pioneiros na construção de obras sensoriais, experimentais que usavam a geometria de forma subjetiva saindo da precisão da geometria concretista que muitos artistas exploram no Brasil e na América do Sul.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Ainda existe algum preconceito em relação a mulher se expressar livremente? Você sente isso no seu trabalho?

Acho que preconceito existe em qualquer lugar e de todas as formas, não só em relação a mulher. O que eu realmente acredito é que não podemos focar no problema temos que focar em superar o problema. O que quero dizer é que temos que trabalhar para conquistar um mundo mais igual para as próximas gerações, assim como as gerações anteriores já abriram portas. Tenho o orgulho de ser filha de uma mulher que batalhou muito por um mundo mais igual para mulher, e me ensinou a olhar a vida de frente (nunca de cima ou de baixo), sempre de frente, então é assim que tenho feito. Às vezes cansa e as vezes dói, mas é assim que eu caminho. Minha mãe passou por situações e julgamentos que eu já não tive que lidar. Viver é progredir.

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// E o que te faz feliz?

Minha família, a forma que eles sempre me apoiaram na minha carreira como artista plástica. A oportunidade de fazer o que eu amo todo dia. Inspirar jovens adultos através do meu trabalho e palestras. Estar perto do mar. Botar um sorriso no rosto de alguém! Essa entrevista... São tantas coisas!!!

// Quais dicas você daria para outras mulheres potencializarem suas criações?

Faça o que ama! Acredite em Você! Você só vai fazer alguém feliz se você estiver feliz, corra atrás dos seus sonhos!

Alice Quaresma por Projeto Curadoria
Alice Quaresma por Projeto Curadoria
// Você tem algum novo projeto em andamento?

No momento, eu estou participando de um programa de residência artística em Los Angeles e tenho uma exposição marcada para o início de Junho no espaço Le Magazyn em L.A. Essa semana minha parceria com a Red Bull Music Academy foi lançada no site deles para o festival de música da Red Bull que vai acontecer em São Paulo no início de Junho. E essa semana também lancei uma série exclusiva com a BG27 em São Paulo. Se puderem deem uma olhada na página deles!

Convido vocês a me seguirem no Instagram, estou sempre postando trabalhos novos!

COMPARTILHE
b
//+entrevistas